CARNAVAL 2024

Tecnologia transforma resíduos da agroindústria em briquetes para geração de energia

Desenvolvida pela Green Valley em parceria com o Instituto SENAI de Inovação em Biomassa, tecnologia contribui com o meio ambiente. Case será apresentado em live nesta quarta-feira (26)

A Green Valley, empresa que desenvolve processos e produtos sustentáveis, criou uma tecnologia, em parceria com o Instituo SENAI de Inovação em Biomassa, do Mato Grosso do Sul, que transforma resíduos da agroindústria em briquetes, materiais com alto poder calorífico e de baixo custo. Os briquetes podem ser usados em fornalhas e caldeiras para geração de energia. 

O diretor da Green Valley, Joanilson Mattos de Oliveira, vai contar os detalhes dessa tecnologia no episódio Uso de Resíduos Agroindustriais para Produção de Briquetes da live do BW Works SENAI – Empresas Inovadoras. O episódio vai ao ar nesta quarta-feira (26), às 15h. A iniciativa é do Movimento BW, com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). 

A apresentação será feita pelo especialista em desenvolvimento industrial do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Luís Gustavo Delmont. 


“Esse sistema tem o potencial de substituir o combustível fóssil em algumas aplicações, ao usar os briquetes, feitos a partir dos resíduos agrícolas, para gerar energia. É um grande exemplo de economia circular desenvolvida no Brasil, unindo competências da indústria e dos institutos de pesquisa do SENAI”, destaca.


Estimular o uso de inovação e tecnologia para o desenvolvimento de novos produtos

O Movimento BW é uma iniciativa da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema) e procura estimular o uso de inovação e tecnologia para o desenvolvimento de novos produtos, soluções e serviços sustentáveis, que reduzam a pegada ambiental das atividades humanas. Por isso, lançou a nova série BW Works SENAI – Empresas Inovadoras, com o apoio do SENAI, por meio dos Institutos SENAI de Inovação e de Tecnologia.

Na avaliação do diretor de Inovação e Tecnologia do SENAI, Jefferson Gomes, a iniciativa contribui diretamente para mostrar que a pesquisa aplicada e inovação geram negócios sustentáveis para a indústria brasileira.


“Os casos que serão destacados na série são exemplos concretos de que é possível estimular a reindustrialização brasileira com impactos positivos no meio ambiente. Mostramos que o Brasil já é uma potência ambiental. É nisso que o SENAI acredita e por isso essa parceria com a Sobratema”, ressalta Gomes.


O BW Works SENAI – Empresas Inovadoras contará com dez episódios que retratarão cases desenvolvidos pela indústria, em parceria com o SENAI. Esses projetos foram realizados nas regiões Centro-Oeste, Nordeste, Sudeste e Sul do país e englobam segmentos como agronegócio, têxtil, alimentício, farmacológico, cosmético, de vidro, de filtros e de combustíveis renováveis.

Conheça a rede de Institutos SENAI de Inovação e de Institutos SENAI de Tecnologia

A inovação é parte estratégica para alcançar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Um dos instrumentos para fomentar Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) em direção a soluções mais sustentáveis é a rede de Institutos SENAI de Inovação, com abrangência em todo o Brasil.

Na última década, os 28 Institutos SENAI de Inovação contaram com 1.027 colaboradores (sendo 47% com mestrado ou doutorado) responsáveis pela execução de mais de R$ 1,9 bilhão, destinados a mais de 1.930 projetos. Todos desenvolvidos em parceria com cerca de 860 empresas industriais.

A rede foi criada para atender às demandas da indústria nacional. Ela tem como foco de atuação a pesquisa aplicada, o emprego do conhecimento de forma prática, no desenvolvimento de novos produtos e soluções customizadas para as empresas ou de ideias que geram oportunidades de negócios. Os institutos trabalham em conjunto, formando uma rede multidisciplinar e complementar entre si e em parceria com a academia, com atendimento em todo o território nacional.

Aliados ao desenvolvimento industrial, os 60 Institutos SENAI de Tecnologia oferecem serviços de metrologia e de consultoria que tem soluções para reduzir desperdícios e impactos nas práticas produtivas e na produtividade. A rede conta com equipe de 1,3 mil consultores capacitados em metodologias padronizadas e testadas, conectados em rede nacional para atendimento de demandas setoriais. Em 2022, foram executados 2,1 milhões de ensaios nos 232 laboratórios de serviços metrológicos em atividade.

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA