CAMPANHA COMBATE AO MOSQUITO EDES AEGYPTI

Secretários e assessores presidenciais ensaiam candidaturas

Foco dos atuais membros do governo federal é uma vaga de deputado; baiano André Porciuncula é um dos postulantes

Foto: Reprodução Instagram

Além de 12 dos 23 ministros, secretários especiais e assessores especiais do presidente Jair Bolsonaro ensaiam candidatura nas eleições deste ano. O foco maior é por uma vaga de deputado. As informações são do site Metrópoles.

A lista inclui o baiano André Porciuncula – ex-policial militar e atualmente secretário nacional de Fomento e Incentivo à Cultura – e o secretário Nacional de Cultura, Mário Frias (ambos na foto). Elesdevem tentar uma vaga na Câmara Federal pela Bahia e pelo Rio de Janeiro, respectivamente.

No Planalto, os assessores especial de Bolsonaro, Mosart Aragão e Max Guilherme, também devem se desincompatibilizar dos cargos para tentar a carreira eleitoral. O tenente do Exército concorrerá por São Paulo, já o sargento do Bope lutará pelo mandato de deputado pelo Rio de Janeiro.

Outro assessor especial que planeja disputar uma vaga de deputado é Tercio Arnaud Tomaz. Apontado como membro do chamado gabinete do ódio, ele quer ser candidato pela Paraíba, estado onde nasceu.