Secretária de Educação manda professores irem de jegue para escolas

Com R$ 200 você compra um’, sugeriu ela, que também é primeira-dama do município.

A secretária de Educação, Cultura e Esporte e primeira-dama de Seropédica, na Baixada Fluminense, rebateu reclamações de professores e mandou que eles alugassem ou comprassem jegues para ir trabalhar. O conselho de Sônia Oliveira de Souza foi dado depois que docentes reclamaram do sistema de transporte da cidade. As informações são do jornal O Dia

“Tem um monte de jegue baratinho aí na rua. Com R$200 você compra um jegue”, diz ela, em vídeo gravado durante reunião com diretores de escolas municipais. Ela também rebateu reclamação sobre distância de alguns dos centros de ensino. “Não é problema meu. Quando fez o concurso, sabia”.

O vídeo teria sido gravado por um dos participantes da reunião, em 18 de maio, mas só foi revelado à imprensa nesta semana. Em nota, a secretária disse que a fala foi “infeliz” e pediu desculpas.

“Foi um desabafo infeliz. Peço desculpas aos que se sentiram constrangidos. Minha reação foi consequência das reclamações de pais e mães de alunos que procuraram a Prefeitura para se queixar que alguns professores estavam ocupando indevidamente o espaço dos alunos nos ônibus escolares. Os professores de Seropédica recebem R$160,00 mensalmente como ajuda de custo de transporte. Estavam economizando dinheiro com a utilização indevida só transporte exclusivo para os alunos. Não esperava que a minha reação numa reunião com diretoras fosse ter essa repercussão toda. Foi quase uma brincadeira. Não tive a intenção de magoar ninguém”, escreveu.

Programa Estado Solidário