Secretaria da Educação aborda papel pedagógico das fanfarras escolares

A Secretaria da Educação do Estado realizou, nesta sexta-feira (15/03), uma reunião com representantes da Associação Cultural de Bandas, Fanfarras e Filarmônica da Bahia (ACBFFB). A rede estadual de ensino conta com mais de 200 fanfarras, que são uma ferramenta pedagógica para o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes e que também cumprem o papel de promover a integração da escola com a comunidade.

Para o secretário Jerônimo Rodrigues, este diálogo contribui para fortalecer a arte musical nas escolas. “Precisamos fazer, inicialmente, um diagnóstico das fanfarras estaduais para conhecermos como, de fato, elas estão estruturalmente. E, poder dialogar com os representantes da associação é fundamental, pois temos a possibilidade de ouvir suas demandas e criar uma agenda que contribua para fortalecer o trabalho das fanfarras nas escolas”, destacou Jerônimo, ao falar, ainda, sobre o papel pedagógico das fanfarras. “Não adianta termos uma fanfarra desvinculada do processo de aprendizagem da escola, como uma atividade isolada. Queremos que o grupo seja uma ferramenta pedagógica para a melhoria do ensino e da aprendizagem, integrado às ações das Escolas Culturais e a iniciativas que envolvam projetos artísticos e esportivos”.

O presidente da ACBFFB e regente da fanfarra do Colégio Estadual Rômulo Almeida, Luis Fernando, falou sobre os desdobramentos do encontro. “Conseguimos apresentar pontos que achamos essenciais para a melhoria das fanfarras, que não são apenas para as datas cívicas, mas um trabalho de formação contínuo nas escolas”, acrescentou.    

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado