Robinson diz que “neto das elites” será derrotado nas eleições

Deputado fez provocação em evento com Jerônimo Rodrigues (PT), neste domingo, 24

Parlamentar afirmou ainda que Bolsonaro persegue a Bahia e ACM Neto nada fez para defender o estado – Foto: Cecília Oliveira

Ao lado do pré-candidato ao Governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), no Programa de Governo Participativo (PGP) que neste domingo, 24, foi realizado em Serrinha (centro-norte do estado), o deputado federal, Robinson Almeida, alfinetou, sem citar nomes, o adversário do ex-secretário estadual de Educação, ACM Neto, com relação ao resultado do pleito de outubro.

“O filho do povo vai derrotar o neto das elites”, provocou o parlamentar fazendo também referência a Jerônimo.

“A Bahia vai seguir em frente, de mãos dadas com o Brasil, na parceria do governo popular, liderado em breve por Jerônimo Rodrigues, com o presidente Lula no governo federal, trazendo mais investimentos para nosso estado, avançando nas transformações sociais e fazendo nosso país feliz de novo”, afirmou Robinson, que apontou um tendência de vitória do correligionário ainda no primeiro turno.

Perseguição

Ainda durante o encontro, ao novamente atacar o adversário político, o petista recordou que, nos últimos três anos e quatro meses, a Bahia foi perseguida pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) sem que ACM Neto levantasse a voz para defender o estado.

“Bolsonaro perseguiu a Bahia em seus quase 4 anos de governo, cortando investimentos (…) Apesar disso, o ex-prefeito de Salvador (…) que é dado a bravatas, se calou, foi omisso e não defendeu a Bahia e os baianos”, observou.

Robinson Almeida também avaliou a estratégia do ex-prefeito da capital em tentar desnacionalizar a disputa eleitoral.

“Tenta se descolar da agenda que ele apoiou, por puro pragmatismo eleitoral. A agenda econômica de Bolsonaro, apoiada por ACM Neto e o conjunto de deputados que o apoiam, só beneficiou a elite, da qual faz parte, e fez muito mal ao nosso povo, que irá derrotá-lo em breve”, enfatizou o deputado.