Repasse emergencial já foi disponibilizado às prefeituras da Bahia, diz João Roma

Ministro da Cidadania afirmou à CNN que destinação dos recursos depende de colhimento de informações sobre os municípios baianos

Com as fortes chuvas que atingem a Bahia, o ministro da Cidadania, João Roma, afirmou em entrevista à CNN que o recebimento de recursos por parte das prefeituras baianas se dá de forma muito rápida. Segundo o ministro, o primeiro repasse do recurso emergencial foi feito e mais de R$ 30 milhões já foram destinados aos municípios. Nesta semana, o número de repasses deve aumentar.  

“O recebimento de recursos se dá de forma muito rápida, é um protocolo muito simples que as prefeituras precisam inicialmente prestar algumas informações e imediatamente esse recurso é liberado”, disse João Roma.  

De acordo com o ministro, o governo federal tem cerca de R$ 200 milhões no Ministério do Desenvolvimento Regional destinados a ajudar a situação na Bahia, mas a maior parte desse recurso ainda não foi executada devido aos entraves para colher dados sobre as prefeituras. João Roma afirmou que o ministro Rogério Marinho designou uma equipe para auxiliar gestores municipais na prestação de informações. 

O chefe da pasta disse que o Ministério da Cidadania é o “braço social do governo”, e que medidas em caráter emergencial estão sendo tomadas no sentido de acolher as vítimas. Segundo o ministro, está sendo realizado o envio de material logístico, medicamentos, kits de higiene e alimentos.  

João Roma, que sobrevoou a região do sul da Bahia nesta terça-feira (28), afirmou ter contato permanente com o presidente Jair Bolsonaro (PL) para tratar de suporte aos municípios baianos. Segundo o ministro, o presidente tem “acompanhado a situação e exigido esforços para todas as providências cabíveis”. 

O ministro reforça que uma grande ação coordenada está em curso, envolvendo os ministérios da Saúde, da Família e dos Direitos Humanos, Desenvolvimento Regional e da Defesa, que disponibilizou helicópteros para o resgaste das vítimas e envio de mantimentos.  

“Mesmo com partidos políticos distintos e orientações políticas diferentes, nós estamos agindo de maneira coordenada para que possamos aumentar a eficácia dessas ações e a população possa ser assistida”, afirmou. 

João Roma confirmou que o pagamento do Auxílio Brasil está mantido já com o valor mínimo de R$ 400. O ministro ainda disse que o Auxílio Gás, no valor de R$ 52, está sendo repassado incialmente às famílias de cidades afetadas pelas chuvas na Bahia. 

Por fim, João Roma ressaltou a importância de as pessoas não voltarem para áreas de risco, já que há o risco de rompimento de barragens e que a chuva “perdura na região”. “As águas estão vindo de maneira muito forte e traiçoeira”, disse.