“Quanto mais atacam, mais nos fortalecem”, diz Wagner

O ex-governador usou as redes sociais para criticar as investigações conduzidas pela PF na apuração do caso envolvendo o superfaturamento das obras da Arena Fonte Nova.

O ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), se pronunciou novamente nas redes sociais um dia após o cumprimento do mandado de busca e apreensão em sua residência e na sede da secretaria de Desenvolvimento Econômico. Desta vez, o petista o utilizou o seu perfil no Twitter, para criticar as investigações conduzidas pela Polícia Federal na apuração do caso envolvendo o superfaturamento das obras da Arena Fonte Nova. “O que eles não percebem é que quanto mais atacam, mais nos fortalecem. Porque nada, nada é mais poderoso do que a indignação nascida a partir da mentira e da perseguição”, destacou o pré-candidato a senador pela chapa de reeleição do governador Rui Costa (PT). “A melhor resposta para a injustiça é o trabalho. Trabalhar, de um lado, para que a verdade prevaleça e, de outro, para seguir fazendo mais pela Bahia, para seguir melhorando a vida do nosso povo”, completou.

A ex-presidente Dilma Rousseff também se manifestou sobre o caso no Twitter. “Ele é mais uma vítima do arbítrio e da derrocada do princípio da presunção da inocência, causadas pela partidarização da justiça no Brasil”, publicou. “Até este momento, o único ‘crime’ de Jaques Wagner é ser um político comprometido com o futuro da Bahia, do Brasil e do povo, ser do PT, ser amigo de Lula, e ser um ótimo candidato potencial a qualquer cargo que dependa do voto popular”.

INVESTIGAÇÃO – Ontem, os deputados da bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia conseguiram reunir 21 assinaturas para pedir abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a suspeita de superfaturamento nas obras da Arena Fonte Nova, em Salvador. Já o governador Rui Costa deve se reunir com aliados políticos na próxima segunda-feira, dia 5, com o objetivo de discutir as reformas no secretariado e as eleições. A informação foi confirmada pelo presidente do PT baiano, Everaldo Anunciação. Entretanto, o impacto da operação envolvendo Wagner certamente será um dos principais assuntos discutidos, já que o petista terá um papel importante no próximo pleito (sendo candidato à senatoria ou à Presidência).

Tribuna da Bahia
JIU JITSU FERNANDO MEIRA