PR indica mulher para tentar desbancar PCdoB em disputa por suplência

O PR decidiu entrar pesado na briga por uma suplência de senador na chapa do governador Rui Costa (PT) ao indicar uma mulher para a posição, aproveitando a crítica de que o petista montou um grupo exclusivamente masculino para a disputa sucessória.

O PR passou a sugerir o nome da ex-prefeita de Sebastião Laranjeiras, Dra. Luciana, para o posto sob o argumento de que o PSB negociou a indicação de um dos suplentes ao Senado dentro de um acordo pelo qual a senadora Lídice da Mata (PSD) abriu mão de concorrer à reeleição, mas o PCdoB é muito menor do que a agremiação para querer indicar o outro nome à suplência. “O PR tem três deputados federais e quatro estaduais. Vai fazer quatro ou cinco estaduais. Somos maiores do que o PCdoB, além disso é importante ter uma mulher na chapa”, diz o presidente do PR na Bahia, deputado federal José Carlos Araújo, lembrando que o PCdoB só tem dois deputados federais.

Ele acrescenta que depois que forem definidos os partidos que ficarão com as indicações é que o PR se pronunciará sobre a suplência de qual candidato quer ocupar. Os candidatos a senador na chapa de Rui são o ex-governador Jaques Wagner (PT) e o presidente da Assembleia, deputado estadual Angelo Coronel (PSD). No PR, o comentário é que, se o partido não for contemplado com uma das duas suplências, exigirá compensações num segundo governo Rui Costa.

O PCdoB trabalha para indicar o suplente de deputado federal Davidson Magalhães a uma das suplências de senador na chapa de Rui Costa.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA