PP dá como certa filiação de ministra de Bolsonaro ao partido

Previsão é que ministra da Agricultura, Tereza Cristina, se filie em abril, janela para trocas partidárias

O PP, partido comandado pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, já dá como certa a filiação da ministra da Agricultura, Tereza Cristina (União Brasil), para disputar as eleições deste ano.

A oficialização, porém, só deve acontecer em abril durante a janela para trocas partidárias. Como a ministra é deputada federal licenciada, ela precisa aguardar esse período para mudar de sigla sem risco de perder o mandato.

Após sua filiação, Tereza Cristina ainda precisará definir a qual cargo concorrerá nas eleições deste ano. A preferência dela é disputar a cadeira no Senado pelo Mato Grosso do Sul, seu estado natal.

Entretanto, Ciro Nogueira e outras lideranças do Centrão ainda não desistiram de emplacar a ministra da Agricultura como candidata a vice-presidente na chapa à reeleição de Jair Bolsonaro.

A avaliação dessa ala é de que Bolsonaro precisa de um companheiro de chapa que agregue votos e ajude a reduzir a rejeição do presidente perante parte do eleitorado, entre ele, as mulheres.

Bolsonaro, porém, ainda não anunciou quem será seu vice. Outro nome cotado é o do ministro da Defesa, general Braga Netto. Titular do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, também se movimenta para ser o escolhido pelo chefe.

EU VÍI A EDUCAÇÃO GANHAR UM INVESTIMENTO RECORDE