CAMPANHA COMBATE AO MOSQUITO EDES AEGYPTI

PF entra na segurança de Lula e classifica petista como nível de risco máximo

Ex-presidente tem sido alvo constante de ataques e ameaças

Após homologação do ex-presidente Lula como candidato oficial do PT à presidência da República, a Polícia Federal começou a fazer a segurança do petista na campanha eleitoral.

O órgão detalhou que trabalha com uma escala de risco de um a cinco e Lula foi enquadrado no nível mais alto.  O ranking de risco leva em consideração, por exemplo, o quanto o candidato é conhecido pela população, e se já sofreu ou não ameaças.  O petista tem sido alvo constante de ataques.

Três delegados da PF, escolhidos por consenso entre a campanha de Lula e a instituição federal, serão os responsáveis pela segurança, que pode reunir dezenas de policiais _o número é tratado como sigiloso.

Os policiais se juntaram a uma equipe que tem também integrantes do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) –como ex-presidente, Lula tem direito à proteção do órgão.

O esquema de segurança e os nomes dos agentes destinados para a missão vinha sendo discutido desde junho com o PT. Os policiais, no entanto, só poderiam entrar em ação depois da homologação da candidatura.