NOTA DE ESCLARECIMENTO da COOPAG

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Cooperativa Agrícola Gandu – COOPAG, por intermédio de sua representante legal, vem a público esclarecer as acusações veiculadas no Blog “GANDUZÃO”, atribuídas ao Sr. Evandro Moura Santos, no dia 18 de junho do ano de 2018 – matéria intitulada Cacauicultor emite nota de repúdio contra Cooperativa Rural de Gandu por cobrança arbitrária.

A “nota de repúdio” em comento afirma, dentre outras inverdades, que a Cooperativa teria invadido a propriedade do Sr. Evandro, “por um grupo de homens, alguns deles portando arma”, obrigando o empregado a entregar-lhes as chaves da estufa para retirarem o cacau.

A COOPAG, uma das mais antigas associações desta região, tem sua história marcada pela retidão de conduta de suas diretorias ao longo dos anos. Jamais fizemos, faremos, fazemos ou faríamos qualquer ato, de forma consciente e voluntária, que estivesse à margem da lei, como relatado na indigitada nota.

De fato, a COOPAG enviou emissários à propriedade rural do Sr. Evandro Moura, no último dia 10 de junho de 2018, a fim de que pudessem transportar o cacau colhido, em cumprimento a um acordo judicial entabulado nos autos do processo nº 0003200-94.2013.8.05.0082 pelo próprio Sr. Evandro Moura Santos. Frise-se que nenhum dos referidos emissários portava qualquer tipo de arma, e, ainda, que todo o procedimento ocorrera durante o período matutino, sem maiores incidentes.

A COOPAG lamenta profundamente tais inverídicas alegações, ao tempo em que se coloca à disposição das autoridades para a elucidação de todos os fatos e, ainda, para colaborar com o bom andamento das investigações.

Outrossim, por dever, informa ao seus cooperados que adotará todas as providências pertinentes à manutenção do bom nome e da integridade da instituição.

Ana Paula Souza Silva
Presidente

JIU JITSU FERNANDO MEIRA