Não serei ‘anjo vingador’ de políticos, afirma Sergio Moro

O pré-candidato defendeu, no entanto, que o movimento de anulação de condenações “gera descrédito” e é “ruim”

O ex-juiz e pré-candidato do Podemos à presidência Sergio Moro declarou que não será um “anjo vingador” contra políticos.

O ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL) defendeu, no entanto, que “o movimento de anulação de condenações gera descrédito” e é “ruim para as instituições”.

De acordo com o jornal Estadão, as declarações foram feitas pelo presidenciável em conversa com empresários do grupo Personalidades em Foco, nesta segunda-feira (27).

“Compartilho dessa crítica, com a ressalva de que sou institucional. O remédio para isso são mudanças e reformas que melhorem nossas instituições. O mero ataque e o desrespeito não é algo que constrói. É preciso pensar em reformas institucionais no STF. Transformá-lo num tribunal constitucional e pensar em mandato para os ministros”, propôs Moro.