MEC anuncia investimentos para criação de novas turmas EJA

O Ministério da Educação (MEC) anunciou neste mês a destinação de R$ 26 milhões em investimentos para a criação de novas turmas da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Seis Estados serão contemplados: Acre, Amazonas, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Piauí. O valor deve ser aplicado em aquisição de alimentos e de material escolar, transporte escolar, remuneração e capacitação de docentes.

Os recursos anunciados devem ser aplicados prioritariamente em comunidades quilombolas, egressos do Programa Brasil Alfabetizado, populações do campo, povos indígenas e em pessoas que cumprem pena em unidades prisionais. “É realmente importante esse investimento. Muitas pessoas ainda não terminaram o Ensino Médio e na minha turma, por exemplo, tinha muita gente de idade fazendo o EJA e passando por muitas dificuldades para concluir”, destaca o estudante Carlos Israel Pinheiro Sales Bastos, 20 anos, que terminou o ensino médio em 2018 por meio da modalidade EJA.

Segundo o órgão, entre os dias 22 de maio e 03 de junho, os Estados aderiram ao Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do MEC (SIMEC). Devido à aderência recente, o repasse de recursos foi feito pelo Ministério já que as unidades federativas ainda não poderiam receber Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (FUNDEB).

O estudante receber recursos do FUNDEB, nos anos seguintes ao que tenha iniciado o curso, “a coordenação da EJA nos estados deve informar a matrícula no censo escolar (Educacenso), na data de cadastramento imediatamente posterior ao início das aulas”, sinaliza o MEC.

Com o cumprimento da etapa da Educação Básica, Bastos avalia a necessidade de mais investimentos e destaca, entre as frentes sinalizadas pelo MEC, as que considera prioritárias: “transporte escolar, principalmente nas cidades pequenas, porque o deslocamento é muito complicado e as pessoas têm mais dificuldade para chegar na escola”, reflete. Além disto, a capacitação docente também é pontuada: “deve dar mais valor e investir nos professores. Eles têm que ter atualização e formação de qualidade porque que vão ensinar os alunos e contribuir para a formação de cada um”.

Estudar EJA com bolsa de estudo

A Educação para Jovens e Adultos (EJA) é a modalidade de ensino destinada a jovens e adultos que cursam a educação básica fora do período convencional. Na EJA Ensino Fundamental, podem ser beneficiados estudantes com idade mínima de 15 anos e, na EJA Ensino Médio, idade mínima de 18 anos. Com o Educa Mais Brasil é possível estudar por essa modalidade e obter bolsas de estudo de até 50% em todas as regiões do país. São mais de 20 mil bolsas disponíveis para EJA e para cursos técnicos. Para ter acesso ao benefício, o estudante deve acessar o site do Educa Mais, selecionar a cidade e o estado e escolher entre as bolsas disponíveis.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA