Mais de 3 mil turistas desembarcam no porto de Salvador

Com recepção calorosa de baianas e do grupo Edd Bala e a Fanfarra Mágica, 3.952 turistas desembarcaram do Transatlântico MSC Fantasia, na manhã desta segunda-feira, 19, no Porto de Salvador. Vindos de Santa Cruz de Tenerife, na costa da Espanha, os turistas seguem para Ilhéus, no sul do estado.

De acordo com a Companhia das Docas da Bahia (Codeba), em novembro estão previstas as chegadas de outros dois navios em Salvador, o que totalizaria mais de dez mil passageiros. No dia 21, aporta o MSC Orchestra e no dia 28 o MSC Poesia.

A expectativa é que a Bahia receba 68 navios e cerca de 240 mil passageiros até abril de 2019. Destes, 163 mil aportarão em Salvador e 77 mil visitarão Ilhéus. O número representa um aumento de cerca de 10% com relação à temporada 2018/2019, segundo o diretor de operações turísticas da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), Paulo Vital.

“Ano passado, os turistas deixaram aqui em Salvador cerca de R$ 62,5 milhões. A expectativa é que essa temporada tenhamos um bom incremento, proporcional ao número de visitantes esperados, o que ajudaria a economia da cidade. Diferente do resto do País, estamos com uma expectativa de aumento do número de visitantes.”, diz Vital.

Ele ainda destaca que a boa recepção é fator importante para que os turistas se sintam acolhidos. Segundo Vital, somente nas redondezas do Porto, no Centro Histórico, o turista gasta uma média de R$ 500. “Sempre fazemos um bom receptivo nos grandes navios, para que eles possam receber o nosso calor”, reforça o diretor.

De diversas nacionalidades, os turistas se animaram com as batidas de percussão e a alegria das baianas e do grupo Edd Bala. Para alguns, era a primeira vez na capital baiana. Outros, já conheciam a cidade. Foi o caso do paulista Robson Monteiro, de 51 anos, que visita a cidade pela quinta vez.

“Estive no carnaval de Salvador. Conheço bem a cidade, mas a expectativa é explorar outros locais”, dizia ele. Diferente de Robson, a canadense Bonne Ali, 32, está pela primeira vez em Salvador e conta que a cultura é o que mais a atraiu à cidade.

“Estou viajando ao redor do mundo e nunca tinha visitado o Brasil. Salvador me pareceu uma cidade muito interessante. Mais tarde [ontem], vou fazer um tour e tentar explorar a cidade”, dizia ela animada.

Ainda mais entusiasmado era o casal australiano Trish Randolph, 73, e Peter Clarke. Este último completa 74 anos nesta terça, 20, em terras baianas. “É muito divertido. Na Austrália, não temos algo assim, deveríamos ter. Os brasileiros são ótimos. Já estive no Rio de Janeiro e Recife, mas em Salvador é a primeira vez”, diz Trish. Peter, por sua vez, está no Brasil pela primeira vez. “O clima aqui é bem legal”, destaca o australiano.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA