Para justificar transmissão do julgamento de Lula, tribunal diz que caso é excepcional

TRF4 diz que as sessões das turmas criminais não são transmitidas para preservar a segurança dos desembargadores e para não expor os réus.

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região vai transmitir, na quarta-feira (24), a sessão de julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra condenação na Lava Jato. A direção do tribunal afirma que o caso é excepcional por envolver caso de “grande interesse público”. Os julgamentos nas duas turmas criminais, segundo o TRF4, “não são transmitidos nem anexados aos processos eletrônicos para preservar a segurança dos magistrados que atuam na área criminal e evitar a exposição dos réus”.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA