João Roma dá sinais sobre ter uma mulher evangélica na vice; veja nome

Nome de religiosa faz interface com o eleitorado que vota no presidente Bolsonaro

O ex-ministro da Cidadania João Roma (PL) poderá ter dupla companhia feminina na sua chapa majoritária para as eleições de outubro. É que além da pré-candidata ao Senado, Raíssa Soares (PL), o posto de vice-governadora pode ficar com a ex-vereadora de Salvador Lorena Brandão, conforme o próprio Roma projetou nesta segunda-feira (18).

“Excelente quadro, é uma possibilidade, mas ainda temos muita água pela frente. Estamos tendo muitos contatos partidários e logo que possível a gente faz um uma avaliação de todas essas possibilidades. Tenho muito desejo sim de ter pessoas como Lorena Brandão ao meu lado e amplia sim a representatividade feminina. Então, ela é uma possibilidade”, disse o ex-ministro, na chegada à sessão solene do Bicentenário da Independência do Brasil, na Câmara de Vereadores de Salvador.

Lorena é filha do bispo Átila Brandão, líder de uma igreja evangélica em Salvador, e que já foi candidato ao governo da Bahia em 2006 na primeira eleição do ex-governador Jaques Wagner (PT).

“Agora temos ainda um bom tempo onde irei tratar com o arco que a gente está conversando para tentar consolidar essa chapa, mas não pretendo fazer isso por agora. Acho que demora um pouco mais”, acrescentou.

João Roma ainda falou sobre as tratativas que tem feito e sobre o perfil ideológico que espera do parceiro.

“A gente tem conversado com várias pessoas representativas da nossa sociedade. O que nós queremos é estreitar ao máximo a ligação da nossa caminhada com quem está no dia a dia da população”.

Questionado por jornalistas sobre a vice na chapa de Roma, durante agenda em Salvador, Eduardo disse não saber a resposta. “Tem que perguntar pra ele (João Roma). Eu só sei que não há aceno para o ACM Neto. Foram três anos aí que ele caminhou no sentido oposto ao presidente Bolsonaro”, respondeu.

Fonte: BNews