CAMPANHA COMBATE AO MOSQUITO EDES AEGYPTI

Jerônimo lamenta morte de petista no Paraná: ‘Episódio gravíssimo e inaceitável’

Pré-candidato prestou solidariedade aos familiares de Marcelo Arruda e condenou a violência política

O pré-candidato ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT) se manifestou publicamente, após a morte de um militante petista ocorrida durante sua festa de aniversário de 50 anos, em Foz do Iguaçu, no Paraná, na madrugada deste domingo (10).

“Nosso repúdio à intolerância e à violência política! Minha solidariedade aos familiares e amigos do companheiro Marcelo Arruda, do PT de Foz do Iguaçu, assassinado na sua festa de aniversário por um militante bolsonarista. Um episódio gravíssimo e inaceitável!”, declarou o ex-secretário de Educação, nas redes sociais.

Jerônimo defendeu ainda que a política e as divergências devem ser tratadas com respeito às diferenças, e atribuiu ao presidente Jair Bolsonaro (PL) o ambiente de violência política pelo qual passa o país. “O ódio e a intolerância estão virando cotidiano no nosso país, conduzido por este presidente que, infelizmente, ainda está no poder”, afirmou o petista.

O guarda municipal Marcelo Arruda foi baleado pelo agente penitenciário bolsonarista José da Rocha Guaranho, que invadiu a festa de aniversário do petista e ameaçou os convidados. Na troca de tiros, Arruda e Guaranho acabaram morrendo.