CARNAVAL 2024

Jequié: cidade mais violenta do Brasil tem chacina com seis mortos

Município foi considerado o mais violento do país entre os que possuem mais de 100 mil habitantes, segundo dado divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Jequié fica no sudoeste da Bahia — Foto: TV Sudoeste

Seis pessoas da mesma família foram mortas a tiros nesta quinta-feira (5). A chacina aconteceu em Jequié, cidade mais violenta do Brasil, segundo dados divulgados em julho deste ano pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O ranking leva em consideração os municípios que possuem mais de 100 mil habitantes.

Segundo a Polícia Civil, entre os mortos estão uma criança de 5 anos, um idoso e uma gestante de nove meses. As vítimas faziam parte de uma comunidade cigana.

De acordo com o levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Jequié tem taxa de 88,8 mortes violentas intencionais para cada 100 mil habitantes.

O dado leva em conta homicídios dolosos (incluindo feminicídios, que são homicídios qualificados); lesões corporais que terminam com a morte da vítima; latrocínios, que é quando a vítima é assassinada para que o roubo seja concluído; mortes de policiais e assassinatos cometidos por policiais.

Por coincidência, Jequié é a cidade onde morava atualmente o médico ortopedista Perseu Ribeiro Almeida, morto a tiros em um quiosque no Rio de Janeiro, na madrugada desta quinta-feira.

Apesar do índice alto na taxa de mortes violentas, Jequié nem figura na lista das 10 maiores cidades baianas, com base no Censo 2022, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além dela, outras 11 cidades baianas estão no ranking, fazendo a Bahia ser o local que mais aparece na lista.

Ainda de acordo com o fórum, a Bahia registrou 6.659 mortes violentas intencionais em 2022. Os dados colocam o estado como líder no ranking nacional.

Chacina com seis mortos

Vítimas estavam em uma casa no sudoeste da Bahia — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Vítimas estavam em uma casa no sudoeste da Bahia — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O crime desta quinta-feira aconteceu no bairro Amaralina. Informações iniciais da Polícia Civil apontam que homens armados invadiram o imóvel que as vítimas estavam, atiraram nelas e fugiram.

Veja abaixo as identidades das vítimas:

  • Natiele Andrade de Cabral, de 22 anos (grávida de nove meses);
  • Laiane Andrade Barreto, 5 anos;
  • Elismar Cabral Barreto, de 23 anos;
  • Sulivan Cabral Barreto, de 35 anos;
  • Maiane Cabral Gomes, de 45 anos;
  • Lindinoval de Almeida Cabral, de 66 anos.

Imagens de câmeras de segurança instaladas no entorno do imóvel foram coletadas pela 9ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Jequié) e serão analisadas. A polícia disse que vai ouvir moradores da região.

“As informações coletadas no local apontam que por volta das 3h30, indivíduos não identificados invadiram o local e executaram todas as pessoas utilizando armas de fogo. Nesse momento, as equipes já aguardam o resultado das perícias que foram realizadas para que continuemos com as investigações”, disse o delegado Roberto Leal, coordenador da 9ª CIPM.

O local foi isolado e o Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado para fazer a perícia.

“Não vamos descartar nenhuma hipótese. Estamos, inclusive, ouvindo pessoas da família para que nos informem se houve fatos anteriores ao crime que podem ajudar na resolução desse fato. Pois tratava-se de uma família de ciganos, pessoas da mesma família, entre elas avô, nora, sogra, genro”, afirmou o delegado.

“Natiele, infelizmente, estava grávida. Então, todos esses fatos serão trazidos à investigação para que a gente consiga elucidar esse crime no menor espaço de tempo possível”, concluiu.

Seis pessoas foram mortas em casa na Bahia — Foto: Reprodução/Redes Sociais
Seis pessoas foram mortas em casa na Bahia — Foto: Reprodução/Redes Sociais

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA