Jacaré promete acabar com fama de Weidman de “caçador de brasileiros”

Ronaldo Jacaré é o substituto de Luke Rockhold e enfrentará Chris Weidman neste sábado (3) no UFC 230. Uma oportunidade de ouro para que o brasileiro encerre a fama do ‘All-American’ de sempre se dar bem contra atletas do país.

“Vou pará-lo agora, né? O respeito que eu tenho por ele não muda, pela pessoa, pelo campeão que ele foi. É um cara muito legal, pai de família. Vim para vencer e vou vencer. Ele é um grande adversário e é assim que eu gosto. Encaro isso como uma revanche porque não perdi nenhuma revanche, então coloco como se tivesse perdido para eu ter certeza de que irei arrebentar. A gente não gosta de perder, ainda mais para um cara que venceu muitos brasileiros. Para a gente é difícil engolir isso e vou vencê-lo”, disse Jacaré.

Além da chance de derrotar um ‘caçador de brasileiros’, a chance de Jacaré ter aceito enfrentar Weidman tem outro fator: o cinturão peso-médio do UFC. O lutador acredita que a luta pode ajudar a decidir quem será o próximo a lutar pelo título, hoje em posse de Robert Whittaker.

“Aceitei de primeira. Aceitei na hora. O Chris aceitou primeiro do que, foi legal saber isso. Ele sempre esteve no topo da divisão dos médios, é uma luta de ex-campeões, sou ex-campeão do Strikeforce e vamos fazer uma luta legal. Foi legal que todo mundo gostou dessa luta. É uma luta bastante importante, são dois atletas que estão no top da divisão dos médios. Quem vencer vai lutar pelo cinturão com certeza”, comentou.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA