NOVA BAHIA 2024

Irã ataca Israel e eleva tensão no Oriente Médio

ROMA, 14 ABR (ANSA) – O Irã lançou centenas de drones e mísseis contra o território israelense na noite deste sábado(13) e elevou a tensão no Oriente Médio, duramente afetado pela guerra entre Israel e o grupo fundamentalista islâmico Hamas.   

A informação foi confirmada pelo jornal “Jerusalem Post”, citando fontes de inteligência israelenses e norte-americanas.

Ao todo, 99% dos cerca de 300 projéteis disparados pelo Irã contra Israel foram interceptados pelas defesas aéreas do país, segundo o porta-voz do Exército israelense, Daniel Hagari.   

De acordo com a imprensa local, ao menos 31 pessoas, incluindo um menino de 10 anos e uma menina de 7, ficaram feridas por estilhaços em Israel devido ao ataque noturno. A NBC News especificou que todos os afetados se dirigiam para os abrigos após o som das sirenes.   

Alguns dos mísseis e drones teriam sido derrubados pelas forças israelenses quando sobrevoavam a Síria e a Jordânia ? antes, portanto, de chegarem ao espaço aéreo do país.   

A ofensiva é considerada uma retaliação depois de um bombardeio contra o consulado iraniano em Damasco, na Síria, no dia 1º de abril, em que um comandante sênior das Guardas Revolucionárias do Irã foi morto.   

Conforme relatado pelo ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amirabdollahian, “os avisos necessários foram dados aos Estados Unidos” sobre o ataque de retaliação.

“Nós os interceptamos, nós os repelimos, juntos venceremos”, escreveu o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em uma breve publicação no X (antigo Twitter).   

Por sua vez, o chefe das forças armadas iranianas afirmou que o ataque em Israel “alcançou todos os seus objetivos”.   

De acordo com o comandante da Guarda Revolucionária, Hossein Salami, “se Israel atacar os interesses, bens, personalidades ou cidadãos do Irã no futuro, atacaremos novamente o regime sionista a partir do território iraniano”.   

O ataque noturno iraniano de drones e mísseis contra o Estado Judeu “foi bem sucedido e foi proporcional às maléficas ações israelenses, mesmo que pudesse ter sido mais extenso”, acrescentou.   

Mais cedo, Netanyahu já havia declarado aos cidadãos israelenses que, nos últimos anos, e ainda mais nas últimas semanas, o país já estava se preparando para a possibilidade de um ataque direto por parte do Irã.  

“Nossos sistemas de defesa estão implantados, estamos preparados para qualquer cenário, tanto na defesa como no ataque”, afirmou.   

Netanyahu disse ainda apreciar o fato de que os Estados Unidos estão ao lado de Israel, bem como o Reino Unido, a França e muitos outros países.   

“Quem nos prejudicar, atacaremos. Vamos nos defender de qualquer ameaça e faremos com frieza e determinação”, concluiu o premiê israelense. (ANSA).

Veja também

GOVERNO DA BAHIA