GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Ida de Bolsonaro ao PP pode dificultar troca de partido de ministro cotado ao governo da Bahia

Foto: Priscila Melo / Bahia Notícias

Uma eventual filiação de Jair Bolsonaro ao PP é um balde de água fria na possibilidade que o ministro da Cidadania, João Roma (BA), tinha de deixar o Republicanos para acompanhar o presidente em seu novo partido.

Eleito deputado federal em 2018, Roma quer ser candidato ao governo do estado da Bahia em 2022 e lançar sua esposa à Câmara dos Deputados. 

O plano não é considerado viável no PP. Na Bahia, o partido atualmente é aliado ao PT do governador Rui Costa e do senador Jaques Wagner, que é ex-governador e deve ser candidato ao Executivo estadual novamente.

Mas o partido tem sido cortejado pelo grupo do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, que também quer concorrer ao governo baiano. Roma, que teve a carreira política apadrinhada por Neto, rompeu com o ex-prefeito quando decidiu se tornar ministro de Bolsonaro.  

A interlocutores, o ministro diz não ter dúvida que vai estar com Bolsonaro no ano que vem, e que permanece filiado ao Republicanos.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Programa Estado Solidário