IBGE prevê safra record de grãos na Bahia em 2022

Volume representa novo recorde, superando o total colhido no ano pssado em 5,9%; colheita de milho teve revisão para cima de 18,2%

A Bahia deve chegar ao final do ano com uma colheita de 11,1 milhões de toneladas de grãos, consiuderando cereais, leguminosas e oleaginosas. A previsão foi divulgada nesta quinta-feira (7), pelo IBGE. O volume, se alcançado, representará novo recorde, superando em 5,9% o total apurado no ano passado. No IBGE, a safra é considerada de janeiro a dezembro do mesmo ano.

A terceira estimativa do ano do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LPSA), refernete a março, é 2,1% superior ao total previsto no mês anterior. O aumento – em direção contrária ao movimento nacional – é fruto de uma revisão para cima de 18,25 na segunda safra de milho e de 1,4% na soja. Também contribuíram para o resultado, o algodão herbáceo (2,1%) e a mamona (18,8% ).

A razão do crescimento da previsão do milho 2ª safra entre fevereiro e março, que passou de 550.000 t para 650.000 t, foi o aumento do rendimento médio, de 2.115 kg/hectare para 2.500 kg/hectare. A área plantada permaneceu a mesma entre os dois meses: 260.000 hectares.

No levantamento do IBGE, a Bahia seguirá em 2022 com a sétima maior produção de grãos do país (4,3% do total nacional). A soja é o produto com maior volume colhido dentre todos os pesquisados sistematicamente pelo IBGE na Bahia, devendo chegar este ano aom recorde de 7,080 milhões de toneladas.