Hospital e Clínica São Roque participa de estudo científico de relevância internacional

É com satisfação que divulgamos os resultados do Ensaio Clínico Randomizado COVID-19 Outpatient Prevention Evaluation (COPE): Hidroxicloroquina vs. Placebo em Pacientes Não Hospitalizados.

Equipe que participou do Estudo COPE

Esta pesquisa é fruto de uma cooperação científica entre 56 hospitais e institutos de pesquisas brasileiros distribuídos por todo o país. Esta colaboração permitiu incluir 1372 pacientes no ensaio clínico.

O Hospital e Clínica São Roque (HCSR) celebra e congratula toda a equipe multidisciplinar de pesquisadores, composta por médicos, farmacêutico e enfermeiras.  A dedicação e desempenho deste time viabilizaram levar o nome do HCSR ao nível científico proficiente e internacional, na forma de publicação em revista médica do grupo “The Lancet” (revista destacada como uma das mais importantes na área médica).

A equipe de pesquisadores e colaboradores foi composta por Dr. Ricardo D’Oliveira Vieira, Dr. Daniel Vicente, Dr. Renato D’Oliveira Vieira, Enfermeiras Renata Passos, Joana Castro, Aline Oliveira, e pelo farmacêutico Anselmo Fernando P. Suzart.

Nossa instituição agradece a parceria da Secretaria Municipal de Saúde de Ipiaú no período do estudo, que uniu forças à equipe local, com o apoio do pesquisador Dr. Valnei Pestana e também da pesquisadora Enfª Laryssa Dias (secretária de saúde).

Com empenho, o HCSR teve importância relevante neste estudo, já que foi o 2º centro que mais incluiu pacientes, totalizando 166 pacientes (12% da amostra total).

O estudo COPE está publicado no renomado periódico The Lancet Regional Health – Americas. Para ter acesso a publicação completa, basta clicar aqui 

Resumo do Estudo COPE

Apesar da necessidade de opções terapêuticas específicas para a COVID-19, ainda não há evidências da eficácia de tratamentos específicos no contexto ambulatorial. O estudo teve como objetivo principal investigar se a hidroxicloroquina possui o potencial de prevenir hospitalizações por COVID-19, pelo prazo de 30 dias após início do tratamento.