NOVA BAHIA 2024

Gratificação de policiais é estendida para comandos especializados

Foto: Poliana Lima/ Ascom SSP

Servidores que atuam nas Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipes) terão a garantia da continuidade do pagamento do Prêmio por Desempenho Policial – PDP. Deputados estaduais aprovaram na noite de ontem (22), em Plenário, o Projeto de Lei 25069/23, que altera a Lei nº 13.719, de 7 de abril de 2017, e disciplina a concessão do benefício.

A alteração, encaminhada pelo Executivo, é em função de uma readequação estrutural que ocorrera na Secretaria de Segurança Pública (SSP) e que alocou as Cipes no Comando de Policiamento de Missões Especiais, suspendendo o benefício à categoria. A proposta restabelece o pagamento e tem efeito retroativo a 17 de maio de 2023, data que entrou em vigor a Lei 14.567/23.

A gratificação corresponde a um acréscimo de até 35% dado aos servidores que atuaram na redução das mortes violentas. Uma forma de estimular, reconhecer e valorizar o desempenho dos policiais e agentes no combate ao crime. As unidades policiais que nas suas áreas de atuação alcançaram redução de 6% (meta estipulada) receberão o maior valor.

Criado em 2011, o Governo do Estado já pagou através do PDP cerca de R$ 322 milhões para 256 mil policiais que diminuíram as mortes violentas nas suas respectivas áreas. Dados oficiais revelam que, entre 2016 e 2022, os assassinatos recuaram 22,5% na Bahia.

Também foram aprovados o texto de nº 25.071/2023, que dispõe sobre a Política Estadual de Assistência Social, e o Projeto nº 25.092/2023, que autoriza o Governo da Bahia a contratar empréstimo de até R$ 1.6 bilhão junto ao Banco do Brasil com garantia da União. O recurso será destinado para investimentos nas áreas de infraestrutura viária, hídrica, mobilidade urbana e fortalecimento de fundo garantidor.

Ascom Liderança da Maioria | Dep estadual Rosemberg Pinto (PT).

SIEL GUINCHOS

Veja também

GOVERNO DA BAHIA