GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Em luta relâmpago, Amanda Nunes dá show, finaliza Megan Anderson e defende cinturão no UFC 259

Lenda do MMA, brasileira comprova superioridade e mantém título no peso pena com chave de braço na luta co-principal

A. Nunes (foto) ostenta dois cinturões no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Simplesmente espetacular. Representante brasileira em uma das três disputas de cinturão no UFC 259, realizado neste sábado (6), em Las Vegas (EUA), Amanda Nunes voltou a dar show. No confronto contra Megan Anderson, a baiana não teve trabalho e bateu a australiana com uma finalização em menos de três minutos. Lenda do MMA feminino, a pojucana manteve o título do peso pena (até 65,7kg.).

Com o resultado, Amanda comprova sua hegemonia e cimenta seu nome como a melhor lutadora de todos os tempo. O triunfo fez com que a ‘Leoa’ ampliasse sua série invicta para 12 triunfos em sequência.

Considerada uma adversária de perigo para Amanda, Anderson pouco pôde mostrar contra a brasileira. Ex-campeã do Invicta FC, a australiana sentiu a potência dos golpes da baiana e acabou perdendo a quinta luta na carreira.

O triunfo marcou a 21ª vitória de Nunes como profissional no MMA. A brasileira, além do título do peso pena, a baiana também ostenta o cinturão nos galos (até 61,2kg.).

A luta
A campeã tomou a iniciativa no confronto com um chute baixo na adversária. Megan tentava impor sua maior envergadura. A brasileira defendeu um chute desferido pela australiana e atacou a desafiante com uma sequência de socos. A ‘Leoa’ balançou a adversária com um cruzado. A australiana sentiu o ataque e, buscou a queda. Nunes se defendeu bem e, no chão, se aproveitou de um descuido de Anderson. A baiana encaixou uma chave de braço e obrigou a rival bater em desistência.

RESULTADOS DO UFC 259

CARD PRINCIPAL

Peso meio-pesado: Jan Blachowicz derrotou Israel Adesanya na decisão unânime dos juízes (49-45, 49-46, 49-45) – Luta por cinturão
Peso pena: Amanda Nunes finalizou Megan Anderson com uma chave de braço a 2m03s do R1 – Luta por cinturão
Peso galo: Aljamain Sterling derrotou Petr Yan por desqualificação (joelhada ilegal) a 4m29s do R4 – Luta por cinturão
Peso leve: Islam Makhachev finalizou Drew Dober com um estrangulamento a 1m37s do R3
Peso meio-pesado: Aleksandar Rakic derrotou Thiago Marreta na decisão unânime dos juízes (29-28,30-27, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso galo: Dominick Cruz derrotou Casey Kenney na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)
Peso galo: Kyler Phillips derrotou Song Yadong na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)
Peso mosca: Askar Askarov derrotou Joseph Benavidez na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-26, 30-27)
Peso mosca: Kai Kara-France derrotou Rogério Bontorin por nocaute técnico a 4m55s do R1
Peso mosca: Tim Elliott derrotou Jordan Espinosa na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-25, 30-27)
Peso meio-pesado: Kennedy Nzechukwu derrotou Carlos Ulberg por nocaute técnico 3m19s do R2
Peso meio-médio: Sean Brady finalizou Jake Matthews com um katagatame a 3m28s do R3
Peso palha: Amanda Lemos derrotou Livinha Souza por nocaute técnico a 3m39s do R1
Peso leve: Uros Medic derrotou Aalon Cruz por nocaute técnico a 1m40s do R1
Peso galo: Trevin Jones derrotou Mario Bautista por nocaute técnico a 47s do R2