PIRAÍ DO NORTE

Edson Barboza tira joelhada da cartola e nocauteia Beneil Dariush no UFC

Iraniano começa luta melhor, mas brasileiro acerta golpe de encontro, conquista terceira vitória consecutiva e pede por luta pelo cinturão dos pesos-leves do Ultimate.

Edson-Barboza-vs.-Beneil-Dariush Edson Barboza tira joelhada da cartola e nocauteia Beneil Dariush no UFC

(Foto: Getty Images)

Parecia que a arrancada de Edson Barboza rumo a uma disputa pelo cinturão dos pesos-leves ia encontrar mais um obstáculo neste sábado no Centro de Formação Olímpica (CFO), em Fortaleza. O iraniano Beneil Dariush, nono colocado do ranking, lhe dava pouco espaço para soltar seus chutes com toda a potência e estava vencendo as trocas de golpe. Entretanto, o lutador friburguense tinha um truque na manga: uma joelhada voadora, que entrou de encontro no queixo do adversário e lhe garantiu o nocaute aos 3m45s do segundo round, na luta válida pelo card principal do UFC Fortaleza.

Foi a terceira vitória seguida do brasileiro Edson Barboza, quinto colocado da categoria, que deve saltar posições no ranking com o resultado e ficar próximo da sonhada disputa de título. Ele pediu pela oportunidade após a vitória.

Edson-Barboza-tira-joelhada-da-cartola-e-nocauteia-Beneil-Dariush-no-UFC-e1489298805878 Edson Barboza tira joelhada da cartola e nocauteia Beneil Dariush no UFC

Com o adversário apagado e atendido por médicos, Edson Barboza comemora vitória no UFC Fortaleza (Foto: Getty Images)

– Tive dificuldade, mas no segundo round consegui encontrar a distância melhor, sabia que ele viria com a cabeça baixa, foi algo que trabalhei muito no camp. Eu sabia que toda hora que ele jogava o jab, ele dava um passo pra frente. Eu não sabia se ele ia entrar na perna, mas eu sabia que a cabeça dele ia estar ali. Acho que estou perto do cinturão. Estou pronto para o cinturão. Estou nessa caminhada há muito tempo – disse Barboza.

Os dois lutadores não decepcionaram e começaram a trocar golpes francamente desde o início. Barboza acertou um duro cruzado de direita que logo marcou o rosto do iraniano. Dariush, contudo, não parava de andar para frente e pressioná-lo. Ele quase pagou por isso quando um chute alto de direita do friburguense entrou com força, só não conectando em cheio graças à sua guarda bem postada. Dariush continuou atacando, acertou combinações de golpes no corpo e na cabeça, além de duros chutes baixos e à meia altura. Ele dominou a segunda metade do assalto inicial, que encerrou com um bom soco rodado.

Barbosa começou o segundo round agressivo, mas logo engoliu um chute na costela seguido de cruzado de esquerda que o colocou na defensiva. Dariush não obteve sucesso numa entrada de queda, mas nem precisava, seguia melhor na trocação. Barboza até acertava duros chutes baixos, mas não encontrava espaço para soltar seus melhores golpes. Quando ninguém esperava, porém, o brasileiro soltou a joelhada voadora, que entrou de encontro no queixo de Dariush, quando este tentava agarrar suas pernas. O iraniano caiu apagado, e Barboza ainda deu uma marretada antes de o árbitro Osiris Maia declarar o combate encerrado.

Fonte: G1