‘Durinho’ desafia Chimaev para lutar em evento do UFC no Brasil em 2022

Louis Grasse/PxImages

Atento ao que acontece no esporte como poucos profissionais, Gilbert Burns não perde a oportunidade de se colocar à disposição do UFC para lutar. Como a maior organização de MMA do mundo deve retornar ao Brasil para realizar um evento no dia 7 de maio, no Rio de Janeiro, ‘Durinho’ visa aproveitar a ocasião para atuar na frente de seus fãs e se aproximar de uma nova disputa pelo título dos meio-médios (77 kg). Empolgado com tal possibilidade, o niteroiense não fez segredo em relação ao atleta que gostaria de enfrentar.

Em suas redes sociais, ‘Durinho’ tornou público seu interesse em medir forças com o temido Khamzat Chimaev. Vale lembrar que, em uma de suas buscas por adversários, o sueco, invicto no MMA, desafiou o brasileiro. Ao tomar conhecimento da posição de ‘Borz’, o niteroiense também expressou sua vontade de testar a promessa do UFC, por mais que esteja bem acima no ranking dos meio-médios da organização.

Segundo colocado na tabela de classificação, o especialista em jiu-jitsu explicou que encara um possível duelo com o sueco com bons olhos, porque os demais integrantes dos meio-médios recusam enfrentar a dupla no octógono. Como Chimaev é um dos lutadores com maior hype no UFC, ‘Durinho’ indica que tirar a invencibilidade do atleta no atual momento pode significa um passaporte para sua segunda disputa pelo título da categoria contra o campeão Kamaru Usman, que o nocauteou em fevereiro.

No UFC desde 2014, Gilbert ‘Durinho’, de 35 anos, atravessou seu melhor momento na organização no período de 2018 até 2020, quando emplacou uma sequência de seis vitórias e disputou o título dos meio-médios. Atualmente, o brasileiro se encontra na segunda posição no ranking da categoria e possui triunfos marcantes sobre Demian Maia, Gunnar Nelson, Stephen Thompson e Tyron Woodley. No MMA, o atleta levou a melhor em 20 lutas e perdeu quatro vezes.

Fonte: Ag Fight