Debaixo de vaias, Demian Maia perde a terceira luta seguida no UFC

Realizado neste sábado (19) na cidade de Santiago, o card de estreia do UFC no Chile contou com seis brasileiros em ação, e curiosamente apenas o primeiro e o último deles a entrarem no octógono perderam seus combates – Felipe Silva foi finalizado no duelo de abertura da noite. Estrela principal da noite, Demian Maia foi superado por Kamaru Usman e anotou sua terceira derrota seguida – a pior marca de sua carreira.

Com apenas quatro semanas de preparação para o combate, o especialista em jiu-jitsu não conseguiu aplicar nenhum queda ao longo dos cInco assaltos e, pouco a pouco, caiu de rendimento diante do explosivo adversário, que abusou do anti-jogo para evitar a luta agarrada com o veterano de 40 anos.

Após um primeiro assalto equilibrado, quando Demian conectou alguns bons golpes em pé e quase derrubou Usman junto à grade, o nigeriano impôs o ritmo que quis no octógono e jogou no erro do brasileiro. Desta forma, o ritmo da disputa foi monótona, a exemplo das derrotas do veterano para Tyron Woodley e Colby Covington.

Passados os 25 minutos de luta, parte deles ao som das vaias da torcida – principalmente quando o brasileiro deitava no chão e chamava o rival para entrar em sua guarda -, Kamaru Usman foi anunciado vencedor e ampliou sua invencibilidade no evento. Aos 31 anos, o nigeriano agora coleciona 13 vitórias e uma derrota em sua carreira no MMA.

Sem chance

A disputa envolvendo Tatiana Suarez e Alexa Grasso colocou frente a frente duas grandes promessas da divisão dos pesos-palhas (52 kg). No entanto, quando o octógono foi fechado, a americana provou porque venceu uma edição do The Ultimate Fighter e porque segue invicta no MMA.

Ex-representante dos EUA em campeonatos mundiais de wrestling, Tatiana não teve dificuldades para derrubar a mexicana em duas oportunidades e, uma vez no chão, impor seu domínio físico. Afoita para se livrar da pressão da oponente, Grasso tentou levantar rapidamente mas acabou com a adversária em suas costas.

A partir daí, foi questão de tempo. Com um justo estrangulamento, a
americana liquidou a disputa e pediu para enfrentar mais uma top 10. “Sei que sou a melhor peso-palha do mundo”, decretou.

Confira os resultados do UFC Chile:
Kamaru Usman venceu Demian Maia por decisão unânime;
Tatiana Suarez finalizou Alexa Grasso no 1º round;
Dominick Reyes nocauteou Jared Cannonier no 1º round;
Guido Cannetti venceu Diego Rivas por decisão unânime;
Andrea Lee venceu Veronica Macedo por decisão unânime;
Vicente Luque nocauteou Chad Laprise no 1º round;
Michel ‘Trator’ Prazeres venceu Zak Cummings por decisão dividida;
Alexandre Pantoja venceu Brandon Moreno por decisão unânime;
Poliana Botelho nocauteou Syuri Kondo no 1º round;
Gabriel Benítez nocauteou Humberto Bandenay no 1º round;
Enrique Barzola venceu Brandon Davis por decisão unânime;
Frankie Saenz venceu Henry Briones por decisão unânime;
Claudio Puelles finalizou Felipe Silva no 3º round.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA