Coronel descarta, caso eleito, obedecer Rui sempre em votações

“Se eu não tiver convicção de que um projeto é benéfico, ele sabe que não vai contar com o meu voto”, disse o candidato ao Senado.

Candidato ao Senado na chapa liderada pelo governador Rui Costa (PT), o presidente da Assembleia Legislativa Ângelo Coronel (PSD) descartou, caso eleito, aprovar automaticamente os projetos de interesse do petista.

“Não sou homem de pacote pronto. Se eu não tiver convicção de que um projeto que chegue ao Senado é benéfico, ele [Rui] sabe que não vai contar com o meu voto”, declarou Coronel, em entrevista à rádio Itapoan.

O presidente da Assembleia disse também que, ao ser chamado para integrar a composição, não foi informado sobre a necessidade de seguir determinada linha política.

O deputado ainda minimizou a ausência de sessões ordinárias na Assembleia passado um mês do recesso parlamentar.

“O Congresso só está fazendo uma sessão no mês, em um esforço concentrado. Estamos fazendo sessões especiais um outro local, porque o plenário ainda não está liberado pela polícia técnica. Espero votar esse mês três projetos do Executivo e um do Judiciário. Limpamos a pauta pensando nas eleições”, declarou.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA