Conheça os 5 erros mais comuns na hora de malhar

Especialista chama atenção para algumas situações que comprometem os treinos

Aliada da saúde e do bem-estar, a atividade física cada vez mais faz parte da rotina das pessoas. De acordo com último levantamento da IHRSA, associação internacional de fomento ao universo de saúde e exercícios, 41% das pessoas que se exercitam malham ao ar livre, 28% frequentam academias e 25% sua a camisa em casa ou no próprio condomínio.

O levantamento chama atenção também para o número de academias espalhadas pelo país. O Brasil contabiliza 34.500 estabelecimentos desse tipo que reúnem juntos 9,6 milhões de pessoas. No entanto, se por um lado a prática regular de exercícios ajuda a combater diversos problemas de saúde e promove qualidade de vida; por outro, quando for se movimentar, é importante estar atento a alguns cuidados para colher realmente os benefícios dos exercícios.

No próximo dia 1º de setembro, comemora-se o dia do profissional de Educação Física e, aproveitando a data, o professor do curso de Educação Física da UNIFACS, educador físico e doutor em Saúde Pública, Igor Conterato, chama atenção para alguns erros que as pessoas mais cometem na hora de malhar. “São situações que acabam atrapalhando a concretização dos objetivos pretendidos, gerando frustração, desistência e fazendo com que as pessoas não sintam prazer com os exercícios”, observa.

Confira a lista:

1.    Pensar que verá resultados nas primeiras semanas de treinamento. Musculação, por exemplo, é construção, não um passe de mágica;

2.    Acreditar que fazer abdominais vai fazer você “perder a barriga”: Exercícios desse tipo são muito importantes, mas, somente com eles, ninguém diminui a gordura localizada. O objetivo principal do abdominal é fortalecer os músculos do abdômen e a região do core;

3.    Fugir da musculação e só treinar aeróbico. Enquanto os exercícios aeróbicos ajudam na perda de gordura, o treino de força é essencial, entre outras coisas, no aumento da massa muscular;

4.     Manter a mesma intensidade no exercício aeróbico. Fazer isso durante 30, 40 e até 60 minutos é monótono e desmotiva. Além disso, o corpo entra em estado estável, gerando economia de energia;

5.    Seguir o treino de blogueiras e blogueiros fitness que não têm formação em Educação Física e acabam realizando exercícios que podem prejudicar sua saúde.