Como os pais podem contribuir na alfabetização dos filhos

Alfabetização infantil é um processo que se inicia logo na primeira infância e a parceria entre escola e família neste momento é muito saudável.

Pode-se afirmar que a alfabetização infantil é um processo que se inicia muito cedo. Antes até de enviarem os filhos para a escola, as famílias, mesmo que não sejam especialistas na área, começam a fazer leitura de livros infantis e compartilham leitura/escrita em diversas situações. Ao chegarem na escola, inicia-se um processo intencional de desenvolvimento infantil que contempla contação de histórias, cantigas, brincadeiras de faz de conta e musicalização infantil… Todas as propostas são permeadas pelo uso da linguagem. Desta forma, a percepção da criança sobre a função social da escrita e como ela é utilizada em diferentes ambientes se fortalece, elaborando assim suas próprias ideias sobre o sistema da escrita.

No ambiente escolar as crianças são estimuladas a escreverem sobre coisas que fazem parte do seu universo. Escrever símbolos (pseudoletras), com algumas letras que compõem a palavra fazem parte do processo. Durante as tentativas não existe “erro” por parte da criança, as hipóteses apresentadas são absolutamente inteligentes pois revelam a percepção e a relação que ela estabelece com essa maneira de comunicação.

É no 1º ano do Ensino Fundamental que o processo de alfabetização vai se formalizando. Neste momento, as crianças se aproximam cada vez mais do modelo convencional. Durante todo o ano há estímulos para trazer todo o repertório oral para o escrito. Lista de palavras, organização das frases de parlendas, duplas de colegas para textos de memória, escrita de frases e narrativas compõem o processo de alfabetização e de escrita autônom

Confira algumas atividades que auxiliam na alfabetização dos filhos:

  1. Brincar – De uma maneira prazerosa, é possível explorar dentro das brincadeiras palavras, falas e entonação. Neste contexto as histórias infantis são excelentes para as brincadeiras de faz de conta.
  2. Ler – A leitura é imprescindível dentro do processo de alfabetização. O adulto consegue emprestar para a crianças seu olhar diante da linguagem e da comunicação facial, dando vida ao texto.
  3. Ouvir e cantar – Desde de quando estavam na barriga da mãe, as crianças ouvem músicas e cantigas. A musicalização infantil traz significado para as palavras e o ritmo facilita na alfabetização infantil.
  4. Diversidade de gêneros de linguagens – Ao apresentar diferentes tipos de leituras, como jornais, revistas, panfletos, cartas, receitas, as crianças participam das práticas de letramento, compreendendo a linguagem em diferentes tipos de texto e contexto.

Fonte: G1