Borrachinha insiste em duelo contra Weidman para vingar brasileiros no UFC

Mineiro volta a desafiar ex-campeão e carrasco de ícones do Brasil.

Em alta no peso médio do UFC, o mineiro Paulo Borrachinha sonha alto e voltou a desafiar um ex-campeão que ficou conhecido como carrasco dos brasileiros: Chris Weidman. Em postagem no Instagram, o lutador de Contagem sugeriu um confronto com o norte-americano para novembro deste ano, em Nova York, na casa do ex-dono do cinturão.

“Novembro, em Nova York. Esta luta será o negócio de verdade, o show de verdade!  Sem espaço  para amadores nesta selva. Eu vou vingar os brasileiros quando acontecer”, escreveu Borrachinha, ao lado de uma montagem de foto com Chris Weidman em seu perfil no Instagram.
Weidman ficou conhecido como carrasco dos brasileiros, especialmente por tirar o cinturão de Anderson Silva, até então imbatível no peso médio. Ele voltou a bater o Spider, em revanche trágica no UFC, culminando com a grave lesão na perna esquerda do ex-campeão. Em seguida, o norte-americano derrotou Vitor Belfort e Lyoto Machida. A primeira vítima do All American fora Demian Maia, em 2012.
Depois de perder o cinturão para Luke Rockhold, Weidman sofreu uma baixa na carreira, com três derrotas consecutivas – perdeu ainda para Yoel Romero e Gegard Mousassi. O ex-campeão se recuperou diante de Kelvin Gastelum, há exatamente um ano, quando pisou pela última vez no octógono. Ele ocupa o terceiro lugar no ranking da divisão até 84kg.
Borrachinha, 27 anos, vive grande fase e caminha a passos largos rumo ao topo do ranking – ocupa o oitavo lugar. Invicto na carreira, com 12 vitórias no MMA profissional, o mineiro ganhou de forma contundente as quatro lutas disputadas no UFC, a última diante de Uriah Hall, no dia 7 passado, em Las Vegas, nocauteando no segundo round.
JIU JITSU FERNANDO MEIRA