Bolsonaro minimiza alta da inflação e do preço do combustível: Efeitos são menores

Presidente disse que o mundo está passando por momentos difíceis e que a situação não é diferente no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PL) minimizou a alta da inflação e do preço do combustível, durante discurso na tarde desta quarta-feira durante uma visita a Expoingá, a feira agropecuária no norte do Paraná.

Bolsonaro disse que o mundo está passando por momentos difíceis e que a situação não é diferente no Brasil. O presidente afirmou ainda que conversa com frequência com autoridades internacionais. “Apesar da inflação estar alta no Brasil, bem como a questão dos combustíveis, na nossa terra os efeitos são menores”, disse.

Na terça-feira (10), passou a valer um reajuste de 8,9% no preço do diesel vendido pela Petrobras às distribuidoras. Além disso, na última semana, o preço da gasolina bateu um novo recorde no país, com preço médio de R$ 7,295, de acordo com pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 1,06%, em abril, acumulando alta de 12,13% em 12 meses.

EU VÍI A EDUCAÇÃO GANHAR UM INVESTIMENTO RECORDE