Bolsonaro diz não querer peitar STF, mas fala em “excessos” da Corte contra Silveira

O presidente Jair Bolsonaro voltou a comentar, em entrevista concedida à Rádio Metrópole, de Cuiabá, nesta sexta-feira (29), sobre o perdão concedido ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ).

O mandatário afirmou que a decisão favorável ao parlamentar não é uma forma de “peitar” o Supremo Tribunal Federal (STF), mas criticou o que ele chamou de “excessos” da Corte.

“Não quero peitar o Supremo, dizer que sou mais importante, tenho mais coragem, longe disso. Eu duvido que no fundo, não vou dizer todos, a grande maioria dos ministros não entenda que houve um excesso na condenação de Silveira”, disse o presidente.

“Não se discute que houve excesso por parte do STF. Um deputado, por mais que tenha falado coisas absurdas – ninguém discute isso, foram coisas absurdas – a pena não pode ser oito anos e nove meses em regime fechado, perda de mandato”, acrescentou.