CAMPANHA COMBATE AO MOSQUITO EDES AEGYPTI

Argentina: Ministro da Economia renúncia em meio a crise no governo

A saída de Guzmán deixa o ministério sem liderança para negociar um acordo de dívida de US$ 2 bilhões com o Clube de Paris

Foto: Reprodução/Instagram

Após quase 3 anos ocupando o cargo de Ministro da Economia da Argentina, Martín Guzmán, renunciou neste sábado (2). Ele é responsável por um importante acordo de dívida recente com o Fundo Monetário Internacional (FMI). 

Guzmán deixa o cargo no momento em que surgem profundas divisões na coalizão governista sobre como lidar com as crescentes crises econômicas. 

O presidente peronista de centro-esquerda enfrenta o mais baixo índice de aprovação desde que tomou posse em 2019, com fissuras em sua coalizão, inflação acima de 60%, o peso sob crescente pressão e os títulos soberanos em mínimas históricas. 

A saída de Guzmán deixa o ministério sem liderança, no momento em que Guzmán viajaria à Europa para negociar um acordo de dívida de US$ 2 bilhões com o Clube de Paris, de credores soberanos.