GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Anderson Silva confirma desejo de encarar St-Pierre no boxe e critica ‘veto’ de Dana

Durante os anos em que reinaram no UFC, Anderson Silva e Georges St-Pierre conviveram com a possibilidade de protagonizarem uma superluta no octógono. Tanto o brasileiro como o canadense eram campeões dominantes de suas categorias – peso-médio (84 kg) e meio-médio (77 kg), respectivamente – e, por isso, o combate seria uma espécie de tira-teima para ver quem era o melhor de todos. Mas como esse confronto nunca saiu do papel, ainda existe parte da torcida que acredita que ele possa ser realizado em um ringue em breve.

Perto de fazer sua segunda atuação no boxe internacional, neste sábado (11), quando encara Tito Ortiz, Anderson Silva já começa a pensar nos seus próximos passos na modalidade. Em entrevista ao podcast ‘Trocação Franca’, ‘Spider’ citou o canadense como um rival que gostaria de encarar, mas relembrou o imbróglio que ‘GSP’ tem com Dana White, presidente do UFC, que impede o meio-médio de competir na nobre arte.

“Isso é uma possibilidade. Georges St-Pierre é um cara que merece… Não só ele, todos os lutadores, Vitor (Belfort), Tito (Ortiz), (Oscar) De La Hoya, todos eles que merecem respeito, são lendas, né? Acho que seria uma luta interessante também, mas aí precisa do todo-poderoso parar de ser chato e deixar o cara seguir o caminho dele”, disse o ex-campeão do Ultimate, antes de criticar a postura de Dana White.

“Nada vindo do Dana me surpreende. Gostaria que liberasse (o St-Pierre do contrato), o cara tem vigor físico ainda pra continuar lutando. Não tem porque ficar travando o cara por ego. É ridículo. Minha opinião é essa, é ridículo. Libera o cara. O cara não quer mais lutar no MMA, tem a possibilidade do cara lutar mais dois, três, quatro, cinco anos no boxe, fazendo o novo normal. Ele não vai lutar com um cara novo, ele vai lutar com um De La Hoya, vai lutar com um cara que dê as condições para ele se apresentar bem, e aí você ficar segurando o cara num contrato depois de tudo que o cara fez pela tua companhia, você fazer um negócio desse é ridículo. Não precisa disso”, completou o brasileiro.

Anderson Silva possui um cartel de 34 vitórias, 11 derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado) em mais de 23 anos de carreira no MMA profissional. De 2006 a 2013 o brasileiro foi soberano no peso-médio do UFC, com dez defesas de título seguidas, um recorde na divisão até o momento. Em sua última apresentação, ‘Spider’ foi superado por Uriah Hall, em outubro de 2020, em duelo que marcou a sua despedida do octógono.

Georges St-Pierre é dono de uma das carreiras de maior sucesso na história do MMA. Em sua trajetória no esporte, o canadense disputou 28 lutas, venceu 26, perdeu duas e conquistou o cinturão dos meio-médios do UFC e também do peso-médio. A última aparição de ‘GSP’ no octógono aconteceu em 2017, quando venceu Michael Bisping.

Programa Estado Solidário