UFC 213

Com afastamento de Geddel, Rui sonda PMDB para eventual apoio em 2018

Com o afastamento da família Vieira Lima do comando do PMDB baiano, o partido voltou a interessar imensamente ao grupo do governador Rui Costa (PT), principalmente com vistas a um entendimento para a sucessão estadual de 2018.

Para petistas, a eventual conquista do apoio do partido para a chapa de Rui equivaleria a colocar uma pá de cal na candidatura do democrata ACM Neto (DEM) ao governo da Bahia, no ano que vem, algo considerado impensável antes devido às fortes relações dos peemedebistas com o democratas na Bahia e à animosidade existente entre o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o ex-governador Jaques Wagner (PT), um dos líderes do PT na Bahia.

Por este motivo, antes de viajar para Cuba, Rui teria autorizado gente ligada ao próprio Wagner a buscar contato com os deputados do PMDB na Assembleia a fim de iniciar um processo de aproximação. Os deputados do PMDB negam qualquer contato com a equipe de Rui, mas nos bastidores circula a informação de que a tentativa de entendimento já foi iniciada.

 

Fonte: Política Livre

Veja também