25 milhões de brasileiros têm dor de barriga

Dor de barriga ou diarreia frequente pode ser sinal de uma doença inflamatória intestinal crônica, alertam os especialistas.

Sabe aquela dorzinha de barriga constante, que vai e volta e muitas vezes dura mais de uma semana: É bom você procurar um especialista antes que o problema se torne crônico e complexo o tratamento. E os efeitos venham a se refletir em sua qualidade de vida e desempenho profissional.

Dor de barriga ou diarreia frequente pode ser sinal de uma doença inflamatória intestinal crônica, alertam os especialistas. Cerca de 25 milhões de brasileiros, com mais de 16 anos, sofrem do problema ou têm diarreia frequente (várias vezes ao ano), que tentam tratar com medicamentos caseiros  (38 por cento do total), no posto de saúde mais próximo (27 por cento) ou remédios sem prescrição médica (25 por cento).

Estes são alguns dos resultados da pesquisa Datafolha, patrocinada pela biofarmacêutica AbbVie, sobre “Hábitos de Saúde do Brasileiro – Conhecimento sobre Doenças Intestinais” recém-realizada em todo o país.

Os resultados foram apresentados na abertura do IX SIMADDI/II PANCCO, respectivamente Simpósio de Atualização em Doenças Inflamatórias Intestinais/Congresso da Associação Panamericana de Colite e Doença de Crohn, que acontece na cidade de São Paulo, até amanhã.

“Virose”

Aproximadamente dois terços dos brasileiros  (equivalentes a aproximadamente 101 milhões de pessoas) associam a dor de barriga ou diarreia  a uma simples virose e, em segundo lugar, os sintomas foram associados a “vermes” (equivalentes a 85 milhões de pessoas).

Poucos associam a dor de barriga frequente e persistente a doenças mais sérias, como câncer (6 por cento), Doença de Chron e Retocolite Ulcerativa (ambas mencionadas por 3 por cento dos entrevistados cada, equivalentes a somente aproximadamente 5 milhões de pessoas) – as duas últimas, doenças inflamatórias intestinais crônicas, que afetam tanto homens quanto mulheres, cujos sinais e sintomas tendem a aparecer e desaparecer  e, por isso, o diagnóstico pode ser tardio.

Especialistas reunidos ontem em SP avaliaram o problema e apesar de todo avanço da medicina ainda não têm condições de estabelecer uma causa. Ela pode ser genética,estar relacionada a alimentação, fatores ambientais ou até a água, como relataram os especialistas, mas eles concordam num ponto; O paciente deve procurar a orientação de um especialista, antes que o problema se agrave.

Quem trata?

Assim como a maioria da população não associa dor de barriga a uma doença séria, também a maioria dos entrevistados não sabe qual especialista procurar, em caso de dor de barriga, ou diarreia, frequente ou persistente: 54 por cento (equivalentes a 85 milhões de pessoas) revelaram que procurariam um clínico geral, ou qualquer médico que o pronto socorro indicasse (25 por cento); somente 10 por cento (aproximadamente 16 milhões de pessoas) mencionaram o gastroenterologista, especialista em doenças intestinais.

 

 

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Programa Estado Solidário