Wagner diz que Haddad precisa conversar ‘fundamentalmente’ com Ciro para o 2º turno

Eleito senador neste domingo (7), Jaques Wagner defendeu que Fernando Haddad (PT) precisa, fundamentalmente, conversar com Ciro Gomes (PDT) visando disputa pela Presidência da República. O ex-governador da Bahia avaliou que o candidato do PDT é quem tem a visão mais próxima do seu grupo político.

“Fundamentalmente a gente tem que conversar com Ciro Gomes. Ele é o terceiro colocado do resultado eleitoral, com uma visão muito próxima da nossa. Ele pra mim é o cara que é importante trazer para o segundo turno e para o governo de Haddad”, declarou Wagner durante entrevista concedida após a definição do segundo turno para presidente.

Questionado sobre a busca pelo apoio de outros candidatos que disputaram o primeiro turno pelo governo federal, Wagner se limitou a dizer que “Alckmin tem um pensamento diferente”.

Durante a entrevista desta noite, Wagner também fez duras críticas a Bolsonaro e disse que vai trabalhar para que “essa coisa retrógrada seja derrotada na eleição”. O senador eleito disse que vai viajar para São Paulo com o objetivo de contribuir com a campanha de Haddad.

“Quem é a Venezuela pela direita é o outro lado. Não somos nós. Eles pregam pensamento único, eles pregam a intervenção total, o amedrontamento da liberdade de pensamento. O PT não é isso, nós somos libertários, nós não somos intervencionistas para enquadrar ninguém. Acho que isso vai ficar claro no segundo turno quem é a Venezuela do Brasil”, afirmou Wagner.

 

 

JIU JITSU FERNANDO MEIRA