Vereadora é investigada por viajar ao Rock in Rio após pedir atestado

Nanci Rafain Andreola (PDT) pediu afastamento da presidência do Conselho de Ética em fevereiro, quando a denúncia foi apresentada ao Legislativo.

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, aprovou por unanimidade nesta terça-feira (3) a abertura de investigação por quebra de decoro parlamentar contra a vereadora Nanci Rafain Andreola (PDT).

O Conselho de Ética vai apurar a denúncia de que Nanci viajou para o Rock in Rio um dia após receber atestado médico. A suposta irregularidade já vem sendo investigada pelo Ministério Público Estadual (MP-PR) que, nesta terça, abriu um inquérito civil público.

A viagem para o Rio de Janeiro em setembro de 2017 foi registrada pela vereadora nas redes sociais. E, a cópia do atestado emitido por um hospital da Região Metropolitana de Curitiba, divulgado pelo jornal local Tribuna Popular. O documento foi usado para justificar a falta em uma das sessões no Legislativo.

A vereadora, que também votou a favor da investigação, havia pedido afastamento da presidência do conselho ainda em fevereiro. De acordo com ela, a decisão foi tomada para que os integrantes da comissão pudessem ter mais liberdade para investigar o caso.

“EU PEDI PARA QUE TODOS OS COLEGAS VEREADORES VOTASSEM A FAVOR DA ABERTURA DA SINDICÂNCIA. A GENTE NÃO GOSTARIA QUE ISSO ESTIVESSE ACONTECIDO, MAS ACONTECEU. EU NÃO ROUBEI, EU NÃO USEI O DINHEIRO DA CÂMARA PARA VIAJAR E NEM NADA”, DEFENDEU-SE AO APONTAR ESTAR SENDO VÍTIMA DE PERSEGUIÇÃO DE UM GRUPO POLÍTICO.

“Nós não temos aqui nenhuma materialidade e nós não fazemos o julgamento. A avaliação sobre a veracidade do ato cabe à justiça. O conselho vai avaliar se houve ou não a quebra de decoro. Se comprovada, cabe a cassação”, comentou o vice-presidente do Conselho de Ética, Celino Feltrin.

Fonte: oumarizalense

Veja também