CAMPANHA COMBATE AO MOSQUITO EDES AEGYPTI

UFC 276 tem Adesanya, trilogia e Poatan a uma vitória de lutar pelo título

Brasileiro enfrenta Sean Strickland de olho no campeão dos médios, que defende cinturão contra Jared Cannonier. Alexander Volkanovski e Max Holloway se reencontram com muita rivalidade

A Semana Internacional de Lutas acontece anualmente no fim de semana mais próximo ao Dia da Independência dos EUA (4 de julho) em Las Vegas, sempre com grandes confrontos na programação. Neste sábado, não será diferente: o UFC 276 é facilmente o evento mais esperado do ano, com duas disputas de cinturão e outros combates repletos de significado. Para os brasileiros, a maior expectativa é pelo peso-médio Alex “Poatan” Pereira, que, com uma vitória, pode desafiar o astro da luta principal, Israel Adesanya, pelo cinturão.

Alex Poatan soma duas vitórias no UFC e pode ir direto para o cinturão com uma vitória neste sábado — Foto: Chris Unger/Zuffa LLC

Combate transmite o “UFC 276” ao vivo e com exclusividade neste sábado a partir de 19h30 (horário de Brasília). O Combate.com transmite o “Aquecimento Combate” e as duas primeiras lutas a partir de 19h, assim como o SporTV 3 e o YouTube do Combate. O site acompanha o evento em Tempo Real.

Adesanya e Poatan em rota de colisão

Desde que Alex Poatan assinou com o UFC, em meados de 2021, o anseio dos fãs era que o campeão de duas divisões do Glory Kickboxing reencontrasse o campeão dos pesos-médios, agora no octógono. No ringue, foram duas lutas e duas vitórias do brasileiro – uma por decisão dos juízes, outra por nocaute. Após dois triunfos no Ultimate, o paulista de São Bernardo do Campo já se encontra à beira de realizar este desejo. Basta que tanto Pereira, quanto Adesanya vençam seus compromissos no UFC 276.

Israel Adesanya posa durante a pesagem cerimonial do UFC 276 — Foto: Carmen Mandato/Getty Images

Não é nada simples. Adesanya tem pela frente o americano Jared Cannonier, segundo colocado do ranking, um ex-peso-pesado que tem parecido imparável desde que desceu aos médios. São cinco vitórias, quatro delas por nocaute, e apenas um revés, contra Robert Whittaker, neste tempo. E apesar de estar invicto em 22 lutas como peso-médio, Adesanya também vem mostrando buracos em sua armadura. O nigeriano venceu suas últimas duas lutas por pontos e muitos acharam que ele perdeu a revanche contra Whittaker, em março.

– Sempre vai ter gente com algo a dizer. Depois de eu f*** o (Borrachinha) Costa, depois de eu ter f*** Vettori, na primeira luta eu ter f*** Rob, Brunson… Todo mundo sempre tem algo a dizer. Nada muda. Neste fim de semana, vou f*** este cara, e vão encontrar algo pra dizer. Mas só me importo com o que meu time diz e com as críticas que eu ponho sobre mim mesmo, não o que esses idiotas dizem – afirmou Adesanya.

Sean Strickland (esq.) e Alex Poatan (dir.) se encaram na pesagem cerimonial — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Antes de o campeão botar o cinturão em jogo contra Cannonier, porém, o próprio Poatan precisa fazer sua parte. Pela frente, terá o americano Sean Strickland, quarto colocado do ranking dos médios e que vem numa sequência de seis vitórias. Strickland é conhecido como um “falastrão”, provocador, mas até agora não conseguiu tirar o brasileiro do sério.

– Estou preparado para tudo. Tenho certeza que ele vai tentar me colocar pra baixo, mas tem um preço pra fazer isso. Ele pode se desgastar um pouco, estou trabalhando bem nas defesas de queda. Se cair, vou levantar. Vai ter um preço muito alto pra tentar me segurar ali embaixo. Estou preparado para os três rounds e ganhar dele – garantiu Poatan.

Trilogia cheia de rivalidade

O coevento principal do UFC 276 é digno de destaque em qualquer evento. Alexander Volkanovski e Max Holloway vão se enfrentar pela terceira vez, após dois combates pegados que ainda não geraram um vencedor convincente. O australiano Volkanovski venceu os dois, mas em ambos houve quem achasse que Holloway foi superior, principalmente no encontro mais recente, em 2020.

Alexander Volkanovski (dir.) e Max Holloway (esq.) fizeram dois duelos decididos pelos juízes laterais, em 2019 e 2020 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images

Desde o último encontro, os dois se distanciaram de seus demais concorrentes no peso-pena. Holloway protagonizou performances incríveis contra Calvin Kattar e Yair Rodriguez; Volkanovski mostrou coração de campeão contra Brian Ortega e conquistou seu primeiro nocaute técnico em quatro anos contra Chan Sung Jung, o “Zumbi Coreano”.

Os ânimos entre os dois estiveram exaltados por toda a semana. O americano Holloway acredita finalmente ter a solução para o adversário e pretende finalizar a luta até o terceiro round para não deixar dúvidas. Volkanovski crê que uma terceira vitória afastará de vez as dúvidas sobre sua superioridade e o colocará como o melhor peso-pena de todos os tempos.

Brasileiros em lutas importantes

O card principal começa com um brasileiro em busca de recuperação, contra um americano em ascensão. O peso-galo Pedro Munhoz perdeu quatro das últimas cinco lutas, todas contra nomes de elite da divisão, e agora terá pela frente Sean O’Malley, sensação da categoria, que venceu em suas últimas três apresentações.

Pedro Munhoz (esq.) e Sean O’Malley (dir.) são separados por Sean Shelby (centro) na pesagem — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

No card preliminar, o peso-médio André “Sergipano” Muniz busca um lugar no top 10 da categoria quando enfrenta o jamaicano Uriah Hall. O mineiro de Montes Claros já soma quatro vitórias no UFC e oito vitórias seguidas desde 2017. Seu adversário, o outrora conhecido como “Homem-Ambulância” ocupa a nona colocação do ranking e vem de derrota para Strickland, mas com quatro vitórias seguidas antes disso.

UFC 276
2 de julho de 2022, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-médio: Israel Adesanya x Jared Cannonier
Peso-pena: Alexander Volkanovski x Max Holloway
Peso-médio: Sean Strickland x Alex Poatan
Peso-meio-médio: Robbie Lawler x Bryan Barberena
Peso-galo: Pedro Munhoz x Sean O’Malley
CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília):
Peso-leve: Brad Riddell x Jalin Turner
Peso-leve: Jim Miller x Donald Cerrone
Peso-meio-médio: Ian Garry x Gabe Green
Peso-médio: Brad Tavares x Dricus Du Plessis
Peso-médio: Uriah Hall x André Sergipano
Peso-mosca: Jessica Eye x Maycee Barber
Peso-galo: Jessica-Rose Clark x Julija Stoliarenko