CARNAVAL 2024

Tropa do Exército é aquartelada após sumiço de 21 metralhadoras em SP

Cerca de 480 militares estão na base em Barueri (Grande SP) desde terça-feira (10), dia dp desaparecimento das armas

Foto: Reprodução/Comando Militar do Sudeste

Toda a tropa de miliares do Exército do Arsenal de Guerra de São Paulo, em Barueri, na região metropolitana de SP, está aquartelada por causa do desaparecimento de 13 metralhadoras calibre.50 e oito de calibre 7,62.

O sumiço das 21 armas foi descoberto na última terça-feira (10), durante uma inspeção, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

Segundo o Comando Militar do Sudeste, a tropa com cerca de 480 militares está aquartelada “para poder contribuir para as ações necessárias no curso da investigação”.

“Os militares estão sendo ouvidos para que possamos identificar dados relevantes para a investigação”, afirmou o Comando Militar do Sudeste, em nota neste sábado (14).

No texto, o Exército diz que imediatamente ao se verificar a discrepância no controle das armas foram tomadas providências administrativas com o objetivo de apurar as circunstâncias do sumiço. Também foi instaurado um Inquérito Policial Militar.

A nota não informa se já há algum suspeito pelo furto das metralhadoras.

O Exército afirmou ainda que os armamentos são inservíveis e que o Arsenal de Guerra é uma unidade técnica de manutenção.

“[A unidade] É responsável também para iniciar o processo de desfazimento e destruição dos armamentos que tenham sua reparação inviabilizada”, informou a nota.

Em pleno funcionamento, as metralhadoras .50 são capazes de derrubar aeronaves.

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA