CARNAVAL 2024

Rússia embarca 1ª carga de petróleo para o Brasil em setembro, dizem traders

Refinaria de petróleo da Lukoil em Volgogrado, Rússia© Thomson Reuters

MOSCOU/RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Rússia está enviando sua primeira carga de petróleo para o Brasil, enquanto busca diversificar sua lista de compradores que foi drasticamente limitada pelas sanções dos EUA e da União Europeia, segundo traders e dados da LSEG.

A Rússia tem dependido fortemente da Índia e da China como principais compradores do seu petróleo após o embargo europeu e políticas de limite de preços terem sido impostas em dezembro do ano passado, depois da invasão da Rússia à Ucrânia, que Moscou chama de operação militar especial.

O Brasil faz parte da aliança dos BRICs, juntamente com a Índia e a China, que têm sido os compradores mais ativos do petróleo russo, com grandes descontos devido às sanções.

Ao contrário da Índia e da China, o Brasil é um grande produtor e exportador de petróleo, mas ocasionalmente importa petróleo para necessidades internas de refino.

A russa Lukoil está embarcando 80.000 toneladas de seu petróleo Varandey no navio Stratos Aurora, a partir do porto de Murmansk, para o terminal do porto de Madre de Deus no Brasil, operado pela Transpetro, uma subsidiária da Petrobras, de acordo com fontes e dados de navegação.

O Varandey Blend é um tipo de petróleo bruto leve, enquanto outros tipos de petróleo russo foram enviados principalmente para a Índia e a China nos últimos meses.

A Lukoil, a Petrobras e o Ministério de Minas e Energia do Brasil não responderam imediatamente aos pedidos de comentários da Reuters.

Não foram disponibilizadas informações sobre o comprador da carga.

(Com reportagem da Reuters em Moscou e Fabio Teixeira no Rio de Janeiro)

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA