UFC

Rússia avalia deixar de importar carne brasileira por presença de substância proibida

O órgão responsável pela vigilância agrícola da Rússia estuda a possibilidade de proibir a importação de carne suína e bovina brasileira após um aditivo alimentar chamado ractopamina ser detectado em alguns dos produtos. A substância ractopamina é proibida na Rússia, embora alguns países considerem que é segura para consumo humano.

A Rússia já usou preocupações sobre a ractopomina no passado para alavancar sua posição em negociações com países sobre diversos produtos.  Atualmente o país está em negociação com o Brasil sobre o início das exportações de trigo.

De acordo com o G1, a Rússia aumentou as restrições para a carne brasileira nos últimos dias de outubro. A autoridade sanitária do país proibiu temporariamente a importação de um frigorífico brasileiro e impôs controles sanitários mais rígidos a outros cinco.

 

 

 

Veja também