PSDB libera diretórios estaduais para decidir sobre apoio a Haddad ou Bolsonaro

Presidente nacional da legenda, Geraldo Alckmin informou que o partido não apoiará oficialmente ninguém no segundo turno.

O PSDB anunciou nesta terça-feira (9), após reunião de sua executiva nacional, que não vai apoiar oficialmente Jair Bolsonaro (PSL) nem Fernando Haddad (PT) no segundo turno presidencial.

Os diretórios estaduais estarão livres para decidir que posicionamento tomar. “O PSDB decidiu liberar seus militantes e seus líderes. Não apoiaremos nem o PT nem o candidato Bolsonaro”, declarou Geraldo Ackmin, presidente nacional do PSDB e candidato derrotado à Presidência da República.

Segundo o tucano, qualquer correligionário que assuma apoio a Haddad ou Bolsonaro o fará um “caráter pessoal, não em nome do partido”. Com informações do G1.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA