PF prende três ex-vereadores suspeitos de fraudar benefício previdenciário

De acordo com a polícia, os presos responderão, a princípio, pelo delito de estelionato previdenciário, com penas estipuladas de 1 a 5 anos de reclusão

Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal prendeu em flagrante, nesta sexta-feira (3), três suspeitos de fraudar benefícios previdenciários por incapacidade, com documentos médicos falsos. A ação aconteceu na Agência da Previdência Social, no bairro do Bonfim, em Salvador.

As investigações preliminares da PF indicam que o esquema criminoso era coordenado por ex-candidatos a vereadores das cidades de Filadélfia e Senhor do Bonfim, no interior da Bahia. A apuração aponta que eles arregimentavam e transportavam pessoas às unidades do INSS da Bahia para que o crime seja realizado.

De acordo com a polícia, os presos responderão, a princípio, pelo delito de estelionato previdenciário, com penas estipuladas de 1 a 5 anos de reclusão. A operação foi realizada em parceria com Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Previdência e Trabalho.