Michelle não quer fazer propaganda para Bolsonaro e dispara alerta em campanha, diz colunista

A primeira-dama Michelle Bolsonaro tem mostrado resistência em participar de propaganda eleitoral do marido. (Crédito: Arquivo Agência Brasil/Marcelo Camargo)

A primeira-dama Michelle Bolsonaro tem sido motivo de preocupação junto à cúpula da campanha de Jair Bolsonaro, ao resistir a gravar material para a propaganda eleitoral do atual presidente.

De acordo com a jornalista Bela Megale, de O Globo, Michelle tinha sua participação esperada em dez das 40 inserções partidárias do PL, partido de Bolsonaro, para o mês de junho. Mas ela não participará de nenhuma dessas peças.

Michelle é considerada figura essencial para diminuir a resistência do eleitorado em relação ao marido, principalmente entre as mulheres. Ela desmarcou as gravações previstas para a semana passada e a esperança na campanha é que a primeira-dama aceite participar da propaganda eleitoral que irá ao ar a partir de agosto.

Integrantes da campanha apelaram ao próprio presidente para que ele convencesse a esposa a gravar os vídeos, mas Bolsonaro não deu garantias. Então eles foram falar diretamente com Michele, pedindo sua participação nas gravações.