Marreta x Walker inaugura outubro de Brasil em todas lutas principais do UFC

Pesos-meio-pesados do Rio disputam posição no meio-pesado e Bethe Correia se despede do MMA neste sábado. Próximos quatro eventos também terão brasileiros como destaque e até disputa de cinturão

Por Evelyn Rodrigues — Las Vegas, EUA

Thiago Marreta (esq.) e Johnny Walker (dir.) se cumprimentam na pesagem do UFC: na hora da luta, porém, prometem luta pegada — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Outubro costuma ser o “mês rosa” como parte de uma campanha para conscientização sobre o câncer de mama, mas no UFC pode ser chamado de “outubro verde e amarelo”. É que todos os cinco eventos da companhia nos próximos 31 dias terão pelo menos um lutador brasileiro na luta principal. O período de destaque do Esquadrão Brasileiro começa neste sábado com dois atletas fluminenses se enfrentando pelo peso-meio-pesado: Thiago “Marreta” Santos, do Rio de Janeiro, encara Johnny Walker, de Belford Roxo-RJ.

Combate transmite o “UFC Marreta x Walker” ao vivo e na íntegra com exclusividade neste sábado, a partir de 16h45 (horário de Brasília) com o “Aquecimento Combate”. O Combate.com e o SporTV3 exibem as duas primeiras lutas ao vivo, e o site acompanha o evento em Tempo Real.

Depois deste sábado, ainda tem Mackenzie Dern x Marina Rodriguez na semana que vem, Norma Dumont em 16 de outubro, Paulo Borrachinha em 23 de outubro e fecha com chave de ouro, Glover Teixeira na disputa do cinturão meio-pesado no UFC 267. Mas tudo começa neste sábado, não só com Marreta x Walker, mas outros cinco brasileiros em ação em Las Vegas.

O destaque fica com os dois meio-pesados, que buscam uma reinserção na fila de potenciais desafiantes ao cinturão. Marreta, 37, já teve sua chance: em 2019, ficou a um cartão de pontuação favorável de destronar Jon Jones. Ele perdeu por decisão dividida, num confronto em que lesionou ambos os joelhos e lhe forçou a passar mais de um ano afastado em recuperação de cirurgia. Quando enfim retornou, o carioca acabou derrotado por Glover Teixeira e Aleksandar Rakic em seguida e caindo para a quinta posição no ranking.

– Ninguém gosta de derrota, eu também não gosto de derrotas, mas não coloquei isso como um peso nas minhas costas, especialmente como elas aconteceram. Não foi uma coisa que alguém passou o carro em mim. Mesmo vindo de lesões, fui competitivo nas lutas. A vitória não veio, mas fui competitivo. Mas claro, estou super ansioso para essa próxima luta, estou muito melhor do que nas lutas anteriores e vou mostrar isso no sábado – prometeu Marreta ao Combate.

Do outro lado, estará Johnny Walker, 29. Revelado no Contender Series Brasil, o fluminense teve uma ascensão assombrosa no UFC, com três vitórias seguidas por nocaute que somaram apenas 2m48s de luta. Ele era cotado para um title-shot, mas derrotas consecutivas para Corey Anderson e Nikita Krylov o mandaram de volta para o fim da fila. Ele venceu Ryan Spann em sua apresentação mais recente e, agora em 10º no ranking, recuperou a confiança de que o título vem em breve.

– Se Deus quiser e eu ganhar do Marreta – e estou fazendo tudo certinho para merecer, estou vivendo igual um campeão, treinando, comendo e dormindo todos os dias -, vou para o top 5, desafio Jiri Prochazca, qualquer um no top 3, e vamos continuar no caminho do cinturão, vou trazer esse cinturão para o Brasil – comentou Johnny.

Brasileiros de várias gerações no octógono

Outros cinco representantes do Esquadrão Brasileiro entram no octógono neste sábado, e das gerações mais variadas. O confronto entre Bethe Correia, 38, e Karol Rosa, 26, é o que melhor simboliza esta variedade. Veterana com 11 lutas no UFC e primeira mulher brasileira a disputar um cinturão da companhia, a paraibana Correia fará sua despedida do MMA contra a capixaba Rosa, que tem apenas três lutas no Ultimate e vem em ascensão no peso-galo, atualmente em 15º lugar no ranking.

Após marcar época no UFC, Bethe Correia faz neste sábado sua despedida do MMA — Foto: Evelyn Rodrigues
Após marcar época no UFC, Bethe Correia faz neste sábado sua despedida do MMA — Foto: Evelyn Rodrigues

O card preliminar começa com outro veteraníssimo, o peso-galo Johnny Eduardo, 41, natural de Belford Roxo como Walker. Ele fará sua 41ª luta profissional oficial de MMA e terá pela frente o mexicano Alejandro Perez. Outro peso-galo brasileiro no card preliminar é Douglas D’Silva, 36, em sua nona luta no UFC, contra o belga Gaetano Pirrello. Já no card principal, o peso-meio-médio Alex Cowboy, 33, busca recuperação após duas derrotas seguidas e encara o americano Niko Price.

Serviço do UFC Marreta x Walker

UFC Marreta x Walker
2 de outubro de 2021, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (20h, horário de Brasília):
Peso-meio-pesado: Thiago Marreta x Johnny Walker
Peso-médio: Kevin Holland x Kyle Daukaus
Peso-meio-médio: Alex Cowboy x Niko Price
Peso-médio: Misha Cirkunov x Krzysztof Jotko
Peso-leve: Alexander Hernandez x Mike Breeden
CARD PRELIMINAR (17h, horário de Brasília):
Peso-leve: Joe Solecki x Jared Gordon
Peso-mosca: Antonina Shevchenko x Casey O’Neill
Peso-galo: Bethe Correia x Karol Rosa
Peso-leve: Devonte Smith x Jamie Mullarkey
Peso-galo: Douglas D’Silva x Gaetano Pirrello
Peso-galo: Stephanie Egger x Shanna Young
Peso-galo: Alejandro Perez x Johnny Eduardo

Fonte: Combate

Programa Estado Solidário