GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Marinha da Indonésia confirma: submarino afundou e não há sobreviventes

Na manhã deste sábado (24), a Marina da Indonésia informou que as buscas pelo submarino militar KRI Nanggala-402, desaparecido com 53 pessoas a bordo, chegaram ao fim: foram encontrados destroços que indicam que a embarcação afundou e que não há esperança de encontrar sobreviventes. 

“Conforme as nossas descobertas e dos elementos que vêm do  ‘KRI Nanggala’, alteramos a situação do submarino de desaparecido para ‘afundado’”, declarou o porta-voz da Marina da Indonésia e almirante Yudo Margono em coletiva. As informações são da agência Associated Press.

Segundo as autoridades, há possibilidade de o submarino ter afundado a cerca de 700 metros de profundidade, marca que ultrapassa o seu limite ideal de 200 metros. “Se ele afundou a 700 metros, há uma boa chance de que tenha se partido”, afirmou Antoine Beausssant, vice-almirante francês, à agência de notícias France Presse.

A investigação também detectou uma mancha de óleo na área onde a embarcação naufragou, sugerindo o rompimento do tanque de combustível e problemas técnicos. 

Durante a coletiva, o almirante chegou a detalhar que o submarino deve ter rachado gradualmente, conforme foi afundando. Esse processo teria acontecido quando ele estava em uma profundidade de 300 a 500 metros. 

Esforços para resgate de submarino

Na última sexta-feira (23), os Estados Unidos enviaram equipamentos de busca e resgate para ajudar a encontrar o KRI Nanggala-402.

“Estamos profundamente tristes com a notícia da perda do submarino da Indonésia e nossos pensamentos estão com os marinheiros indonésios e suas famílias. A convite do governo indonésio, estamos enviando meios aerotransportados para ajudar na busca pelo submarino desaparecido”, escreveu John Kirby, secretário de imprensa do Pentágono, no Twitter, na quinta-feira (22).

O KRI Nanggala-402 perdeu contato com a Marinha da Indonésia na quarta-feira (21), durante a realização de exercícios militares ao norte da ilha de Bali. Seu desaparecimento aconteceu logo após o submarino receber autorização para submergir.

Anteriormente, as equipes de resgate já haviam avisado que as reservas de oxigênio da tripulação poderiam acabar às 15h de sexta, no fuso horário GMT+7 (madruga de sábado conforme o horário de Brasília).

Via: Associated Press