Mais de 70% das cidades brasileiras ainda não começaram aulas presenciais

Em 88% dos municípios, data da volta às escolas já está definida; COVID-19, no entanto, adiou planos de retorno

A vacinação antiCOVID-19 em crianças de 5 a 11 anos começou em 95,5% das 1.827 cidades participantes do levantamento. Apesar do avanço na imunização, apenas 21,3% dos prefeitos decidiram condicionar a apresentação do passaporte vacinal à entrada em sala.

Paralelamente, 26,2% afirmam que não vão fazer a exigência. Outros 51%, não bateram o martelo a respeito do assunto. Segundo 82,6% das cidades, não houve falta de doses infantis nesta semana. No que tange à injeção de reforço, apenas 11,6% tiveram problemas de estoque.

Folga em dados sobre testes e internações

O levantamento da CNM, feito entre segunda (31/1) e quinta-feira (3), aponta que não houve internações por COVID-19 nesta semana em 33,6% das cidades. Em 37%, porém, o número de hospitalizações subiu. Diminuições foram registradas em apenas 5%.

Nas UTIs, 55% não registraram a chegada de novos pacientes.
Os testes rápidos para o coronavírus não estão em falta na maioria das cidades, visto que apenas 24,8% se queixam da falta do exame.